Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#9198 (10) { ["term_id"]=> int(4350) ["name"]=> string(13) "Marielle Vive" ["slug"]=> string(13) "marielle-vive" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4350) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(207) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

Semana começa com protestos por Marielle e em defesa da democracia

Manifestantes erguem celulares e iluminam a Cinelandia, em ato interreligioso por Marielle e Anderson.

Manifestantes erguem celulares e iluminam a Cinelandia, em ato interreligioso por Marielle e Anderson.

Nesta segunda-feira, (02), às 19h, o evento “Luzes para Marielle e Anderson” deverá reunir milhares de pessoas, que acenderão celulares, velas e lanternas para que a execução não caia no esquecimento e chamar a atenção das autoridades. “Aos poucos a rotina esmagadora vai naturalizando algo que jamais deve ser naturalizado. Assim como acontecem com todas as mortes nas favelas do Rio e do Brasil. Não vamos deixar que isso aconteça”, diz a convocatória do evento, no site https://www.mariellefranco.com.br/luzes

Até a noite deste domingo, cerca de 60 locais haviam sido marcados em um mapa de luzes, como pontos de encontro para o protesto. A maior parte das ações de luzes está no Rio de Janeiro e em outras cidades brasileiras, mas há também concentrações de pessoas no Equador, Peru, Argentina, Bolívia, Estados Unidos, Egito, Itália, Suécia, Aústria, França e Alemanha. Durante o evento, os ativistas publicarão fotos com a hashtag #LuzesParaMarielleEAnderson.

Já se passaram duas semanas desde o assassinato de Marielle e Anderson, no dia 14 de março. Desde então, ainda não se tem nenhuma pista sobre os autores da execução, além das filmagens que mostram os assassinos em veículos seguindo a vereadora do PSOL. Neste domingo, reportagem indicou que policiais militares atuaram para afastar possíveis testemunhas do local do crime.

Nestas duas semanas, o estado do Rio de Janeiro, sob intervenção, continuou sendo palco de violações dos direitos humanos e assassinatos, como os de cinco jovens em um condomínio em Maricá e de moradores da Rocinha, inclusive um morto com um bebê no colo.

O Esquerda Online se une ao protesto e convida todos(as) a, de onde estiverem, acender luzes para lembrar Marielle e Anderson e mostrar que não esqueceremos.

 

CONTRA OS ATAQUES DA EXTREMA DIREITA E EM DEFESA DAS LIBERDADES DEMOCRÁTICAS

Também nesta segunda, às 18h, um ato será realizado no Circo Voador, no Rio de Janeiro. O ato está sendo convocado em defesa da democracia e por Justiça para Marielle Franco. O evento reunirá ativistas e dirigentes do PT, PCdoB, PSOL e movimentos sociais, o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) e presidenciáveis como Lula (PT) e Manuela D`Ávila (PCdoB).

Evento semelhante ocorreu na semana passada em Curitiba (PR), na quinta-feira, 29. O protesto de encerramento da caravana petista teve o seu caráter modificado, transformando-se em um ato suprapartidário, em virtude dos ataques e tiros de grupos fascistas contra a caravana de Lula no Rio Grande do Sul. O ato reuniu cerca de 15 mil pessoas, e contou também com a presença de Guilherme Boulos, pré-candidato a presidente pelo PSOL, que se posicionou contra os ataques.

 

 

VEJA O ATO DE CURITIBA

 

EDITORIAL

O Brasil da vida e morte de Marielle

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save