Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#20824 (10) { ["term_id"]=> int(4211) ["name"]=> string(41) "Lateral Esquerda - Cobertura da Copa 2018" ["slug"]=> string(39) "lateral-esquerda-cobertura-da-copa-2018" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4211) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(69) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

Seleção marroquina sofre essa barra que é levar gol nos acréscimos

Por: Daniela Belarmino e Pedro Cursio, para o Lateral Esquerda

Com gol contra, Irã conquista vitória importante em sua estreia na Copa

Marrocos e Irã se enfrentaram nesta sexta-feira pelo Grupo B da Copa do Mundo. Apesar de ser o primeiro confronto futebolístico entre as equipes, estes países mantêm relações políticas tensas, e que há 40 anos são marcadas por inimizades. O mais recente fato ocorreu no último mês de maio, quando Marrocos rompeu relações diplomáticas com Irã, depois de receber informações de que um grupo iraniano financiado por Teerã estaria armando rebeldes no Marrocos.

Como favorito à vitória, Marrocos dominou os primeiros minutos do jogo. Com total controle do meio campo, a equipe africana chegou mais vezes ao ataque, o que levou o jogador mais experiente do Irã, Shojaei, a cometer falta e receber o primeiro cartão amarelo do confronto aos 9 minutos. O time iraniano estava com dificuldades de acertar o primeiro passe, o que colaborou para um lance de perigo de gol aos 18 minutos, quando Marrocos teve dois rebotes defendidos pelo goleiro Beiranvand.

Aos 34 minutos, o jogo estava mais equilibrado. Azmound contra-atacava a favor do Irã, quando a jogada foi interrompida pelo volante El Ahmadi e resultou em cartão amarelo ao marroquino. Apesar da posse de bola ser da equipe africana, aos 42 minutos, o Irã tem a melhor chance de gol da primeira etapa. Azmound recebeu passe enfiado nas costas da defesa, ficou de frente com o goleiro Munir e chutou por baixo para defesa do marroquino.

LEIA TAMBÉM
Lateral Esquerda: Sem estereótipos para Marrocos X Irã

O segundo tempo começou sem muitas emoções. Os jogadores se mostraram mais fervorosos no decorrer do jogo, porém a postura das equipes era a mesma: Marrocos apostava na maior técnica e talento dos jogadores, enquanto Irã se defendia e aproveitava as chances de contra-ataque. Marrocos volta a atacar só aos 34 minutos da última etapa, quando o craque Ziyech finaliza de canhota por baixo e dá trabalho ao goleiro iraniano. Nos acréscimos, a temperatura esquenta entre os times, após o juiz mostrar cartão amarelo ao meio-campista marroquino Karim Ansarifard.

E para entrar para história como a segunda vitória heroica da seleção Iraniana em copa do mundo, aos 49 do segundo tempo Bouhaddouz marca de cabeça contra e coroa a disciplina tática e persistência da equipe que se manteve até o último minuto em busca da vitória.

Pois é, amantes da pelota, Copa do Mundo é isso: surpresa, emoção e só acaba quando termina! Ainda hoje, às 15hs (Brasília), teremos o segundo jogo do grupo B entre Portugal e Espanha, em Sochi. Não perca a cobertura do Lateral Esquerda!

Mais sobre a cobertura da Copa, no Lateral Esquerda:

Lateral Esquerda