Pular para o conteúdo
MOVIMENTO

Empresário bolsonarista não merece homenagem da UFC

Núcleo do Afronte na UFC

Na imagem: Cândido Albuquerque, interventor da UFC, e Beto Studart, empresário bolsonarista

Em recente decisão, o CONSUNI (Conselho Superior Universitário) da UFC, em um trâmite realizado de forma repentina e bastante aligeirada, ou seja, sem tempo para a devida apreciação entre os conselheiros, aprovou [1] por indicação do interventor da universidade a concessão do título Doutor Honoris Causa ao empresário cearense, Beto Studart.

Para quem não o conhece, Beto Studart foi vice-presidente da CNI e presidente da FIEC, duas instituições de interesse da burguesia brasileira, e é presidente do grupo empresarial BSPar.   

Interessado nas medidas de demolição dos direitos trabalhistas, Beto Studart foi apoiador de primeira hora do golpe de 2016, que empossou Michel Temer presidente, tendo ido não poucas vezes para o YouTube fazer agitação golpista. Como bolsominion fanático, atualmente Beto Studart se dedica à reeleição do presidente genocida de turno, Jair Bolsonaro.

Beto Studart não tem estatura para receber Doutor Honoris Causa da UFC

O título Doutor Honoris Causa,  (que do latim significa  “por causa de honra”) é um título concedido a pessoas com reconhecidos serviços prestados à causa da paz, do meio ambiente, das ciências, da educação, dos direitos humanos, etc. O que evidentemente não é o caso de Beto Studart, que sempre se dedicou integralmente aos ganhos privados de seu grupo empresarial, sem qualquer preocupação com o bem-estar da sociedade. 

Como se não fosse pouco, não muitos dias depois de concedido o título, Beto Studart foi filmado exibindo um punhal, com a imagem de bolsonaro e a palavra #mito gravadas nele. Nesse vídeo[2], amplamente divulgado nas redes, Beto Studart retoma a defesa do armamento da população, pauta tão cara aos bolsonaristas como pretensa solução para a questão da segurança pública. O que Beto faz é, na verdade, aberta agitação armamentista irresponsável com o objetivo de exaltar os ânimos das bases bolsonaristas, que se preparam para as eleições que ocorrerão neste ano.

Em vídeo, empresário cearense bolsonarista exibe com homenagem a Bolsonaro gravada (foto: Reprodução)

Cândido, que costuma fazer demagogia contra o movimento estudantil, nos taxando como “minoria ideológica”, no entanto, não teve muito escrúpulo ao indicar justamente uma figura como essa, para receber esse título, num gesto escandalosamente ideológico. Trata-se, portanto, de um verdadeiro acinte à comunidade universitária bem como à história da UFC, que sempre foi marcada por valores democráticos e que já concedeu o mesmo título a figuras de muito maior destaque, como Chico Buarque e Rachel de Queiroz.

Conselhos universitários seguem sem representação estudantil

Desde que tomou posse com o apoio do presidente atual neofascista, Cândido tem feito de tudo para impedir que os estudantes legitimamente eleitos para os conselhos como CONSUNI (Conselho Superior Universitário) e CEPE (Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão) tomassem posse. Dentre as Representações Discentes indicadas para ocupar suas vagas nos conselhos e que também foram privadas de seu direito, estão duas companheiras que também são militantes do Afronte. Uma dessas companheiras já se formou em Ciências Sociais sem ter conseguido cumprir seu mandato como Representação Discente.

Na verdade, nesses últimos anos a reitoria da UFC se converteu em um verdadeiro “gabinete do ódio”, voltado a perseguir a maioria da universidade que repudia a intervenção. Dessa maneira, Cândido tem ambos os conselhos praticamente em seu bolso, por isso medidas como essa homenagem absurda a Beto Studart são tomadas tão rápida e facilmente.

O Afonte UFC considera que, parte da batalha que o Movimento Estudantil da UFC deve travar nos próximos meses deve ser a realização de uma grande campanha capaz de mobilizar o conjunto dos estudantes e eleger novas representações estudantis para os conselhos superiores.

Revogação já!

Muitos professores da universidade já se manifestaram contra essa homenagem absurda [3], como é o caso do companheiro Bruno Rocha, o Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular e presidente da ADUFC:

“O título foi incluído repentinamente na pauta do Consuni. Os conselheiros não tiveram tempo para analisar com antecedência o perfil do indicado, cujo nome partiu da própria reitoria. E, no meio da reunião, já havia relatório pronto, feito por um dos membros do Conselho… O que nos preocupa bastante. Primeiro, porque o próprio homenageado exibiu recentemente posicionamentos pouco condizentes com o título que lhe foi conferido. Segundo, porque está banalizando o título de doutor honoris causa da UFC para fins privados.”

Também é o caso do professor Angelo Brayner, da Computação, que afirmou que:

“O interventor não tem representatividade alguma na comunidade acadêmica da UFC, vide a votação que obteve na eleição de 2019. Nunca teve vivência acadêmica dentro da própria Universidade. Sempre esteve muito mais preocupado com seu escritório de advocacia do que com a UFC. Tanto que nem pesquisador é.”

e do professor Newton Albuquerque, do Direito, para quem

“suas declarações frequentemente atacam a democracia, o estado democrático de direito, estimulam a violência, menosprezam as agruras sofridas pelo povo brasileiro e cearense, que deveriam ser reprovadas pela UFC, seus órgãos e direção.”

A militância do Afronte UFC se soma ao protesto desses professores, pois não aceita que nossa universidade passe pano para fascistóides bajuladores do presidente genocida. 

Defendemos, portanto, a imediata revogação desta concessão e nos dirigimos aos demais coletivos do movimento estudantil, aos sindicatos, aos nossos professores e TAEs, e a todos os movimentos democráticos de nosso estado para empreendermos juntos uma campanha contra essa concessão que só envergonha a universidade pública.

Empresário bolsonarista não merece homenagem da UFC!

Siga o Afronce Ceará nas redes.

Notas

[1] CONSUNI homologa cursos tecnólogos do Campus de Itapajé e aprova título de Doutor Honoris Causa para empresário Beto Studart: https://bit.ly/37YSUII 

 

[2] Em vídeo, empresário cearense Beto Studart exibe faca que tem rosto de Bolsonaro: “Para proteção”: https://bit.ly/3NT37qO 

 

[3] Escândalo na Federal do Ceará: Interventor dá honoris causa a empresário que, em vídeo, manuseia peixeira com rosto do ‘Mito’; professores apontam os absurdos: https://bit.ly/378h7Mv

Marcado como:
afronte / ufc