Passeio! Em jogo de abertura, Rússia atropela Arábia Saudita

Por: Bruno Silva e André Foca, para o Lateral Esquerda

Com três gols de jogadores que vieram do banco, técnico S. Cherchesov mostra que tem estrela e Rússia faz bom jogo na estreia.

Era esperado um resultado tranquilo, pois embora a seleção russa não vencesse desde outubro do ano passado, a Arábia Saudita não é nem de longe a favorita do grupo. No entanto, nem os mais fanáticos dos torcedores esperavam tamanha goleada. Os 5 x 0 aplicados pela Rússia entram para a história como a 2° maior goleada em aberturas de Copa do Mundo, atrás apenas dos 7 x 1 entre Itália e Estados Unidos em 1934 (é, torcedor canarinho, não fomos os primeiros).

Arábia Saudita começou com uma marcação forte, o time estava bem posicionado tecnicamente, é um time ágil e que apostava nesta vantagem, mas a criação de jogadas foram poucas e o time se limitou à posse de bola. Já o time russo, mesmo com pouco espaço, aos 7 minutos já havia criado sua primeira oportunidade de gol e aos 11 já tinham marcado, com um gol de cabeça de Gazinsky em jogada construída após a cobrança de escanteio.

No segundo gol, brilhou a estrela do técnico S. Cherchesov, que teve que substituir o atacante Dzagoev após uma lesão muscular. Em seu lugar, Cheryshev fez um belo gol após deixar dois defensores sauditas no chão com um toque sutil, antes de fuzilar o goleiro Al-Maiouf.

O segundo tempo já se iniciou com os 2 x 0 e Arábia Saudita parecia começar o jogo entregue ao cansaço, a seleção russa parecia confortável mas seguiu jogando e criando algumas oportunidades, aos 33 minutos a seleção saudita não havia criado uma oportunidade sequer, era visível sua dificuldade em ocupar o último terço do gramado e concluir a gol.

Após mais uma substituição, Dzyuba – que entrou no lugar de Smolov – anotou o terceiro tento ao se aproveitar de um cruzamento. Já nos acréscimos, Cheryshev anotou mais um golaço, dessa vez em um chute de rara felicidade na entrada da área. No apagar das luzes, Golovin bateu falta com perfeição e deu números finais ao placar: 5 x 0.

Os árbitros tiveram pouco trabalho, não foi um jogo difícil e com lances polêmicos como se costuma esperar em campeonatos desse nível, vale lembrar que nesta Copa teremos o apoio dos árbitros de vídeo, recurso que ainda gera muitas incertezas no meio do futebol quanto ao seu impacto no ritmo do jogo.

A Copa mostrou para o que veio, logo de cara quase quebrando um recorde de goleada, e nossa expectativa só aumenta! Não só para o evento, mas para o jogo da nossa seleção canarinha.

Mais sobre a cobertura da Copa, no Lateral Esquerda:

Lateral Esquerda

Comentários no Facebook

Post A Comment