Jornada As letras da Revolução acontece nesta segunda, na UFF Niterói

Da Redação

Qual é a relação entre as letras e a cultura e a política e a revolução? De que maneira se entrelaçam as explosões políticas e as transformações culturais? Como a batalha de ideias transcende fronteiras nacionais e se revolucionam as diferentes esferas da vida? Qual é o papel da memória na história? Qual é o lugar da linguagem na revolução? De todas as dimensões abordadas durante o centenário da Revolução dos Soviets talvez esta tenha sido a menos explorada nas diferentes comemorações que tiveram lugar.

Na próxima segunda-feira, a de dezembro acontece, na UFF Niterói, evento para debater linguística, literatura, tradução e história na Revolução de Outubro. As Letras da Revolução  ̶  atividade proposta por Thaiz Senna e encampada por Ekaterina Volkova  ̶  tem início às 9h30, no Auditório Ismael Coutinho, Sala 218, Bloco C, Campus Gragoatá. Trata-se de uma jornada intensiva com mesas versando de modo amplo sobre várias esferas da vida que se reinventaram a si mesmas no processo revolucionário.

Quatro mesas abordam questões relativas à história soviética e suas diversas correlações com o Brasil. Da participação das mulheres às transformações na literatura, da linguística à crítica literária, da poesia ao cinema, da memória à historiografia, passando por cada manifestação literária que constituiu em conjunto o que, ao fim e ao cabo, são “as letras da revolução”. Com apoio de edital da Associação Docente da UFF, secção sindical do ANDES-SN com sede em Niterói, a UFF vai encerrar o ano com debates que configuram uma dimensão essencialmente constitutiva da própria vaga revolucionária mundial.

Na parte da manhã, além da mesa de abertura do evento, teremos a mesa ‘Revolução, Brasil e Rússia’, com Edélcio Américo e Ana Huguenin. Uma pausa para o almoço e os trabalhos recomeçam às 14h com a segunda mesa: ‘Revolução, História e Mulheres’, que contará com palestras de Thaiz Senna, Simone Ishibashi e Odomiro Fonseca. Às 16h, será a vez de discutir ‘Revolução, Memória e Literatura’. Palestram Henrique Canary, Lucas Simone, Cecília Rosas e Paula Almeida. Para encerrar o evento, Ekaterina Volkovo e Betto della Santa debatem sobre ‘Revolução, Linguística e Crítica Literária’ na quarta e última mesa, com início às 18h30 e 19h.

Confirme presença, compartilhe com os amigos e conheça a programação completa na página do evento no Facebook.

Comentários no Facebook

Post A Comment