General que comandou ocupação da Maré será o secretário de Segurança do Rio



Igor Dantas, Rio de Janeiro (RJ)

A intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro começou a definir as lideranças que assumirão as principais funções no processo. Segundo informações divulgadas pela Globo, o general Richard Nunes será o novo secretário de segurança do estado. A pasta não era ocupada por um militar das forças armadas há 19 anos.

O general Braga Netto, interventor responsável pela gestão de todo o processo escolheu pessoalmente o general Richard Nunes, que exercia o comando da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME). Nunes possui experiência de três meses no comando da ocupação do Exército no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio.

Essa escolha sugere que a operação seguirá uma linha semelhante a outras incursões das forças armadas na cidade, que bem sabemos não resolveram os problemas de segurança do Rio. Para se ter uma ideia, os gastos com a intervenção militar na Maré foram de aproximadamente R$ 599,6 milhões, num período de 15 meses. Enquanto os investimentos sociais no Rio de Janeiro, nos últimos seis anos, não ultrapassam R$ 303,6 milhões. Isto é quase o dobro do valor gasto em apenas 20% do tempo.

Não estaria a violência conectada de alguma forma a tamanho descaso com as questões sociais de uma cidade desigual como o Rio de Janeiro? Será que estes dez meses que estão por vir sob o comando do general Braga Netto responderão a essas perguntas?

Foto: Juliana Stadnik /Agência; Assembleia Legislativa de Santa Catarina

LEIA MAIS
Exército quer autorzação para invadir casas durante intervenção
Fora intervenção militar! O Rio precisa de uma grande intervenção social!

 

Comentários no Facebook

Post A Comment