Pular para o conteúdo
MOVIMENTO

Professores de Barueri denunciam manobra do sindicato. Leia manifesto

MANIFESTO DA OPOSIÇÃO UNIFICADA SIPROEM
POR ELEIÇÕES DEMOCRÁTICAS NO SIPROEM! ABAIXO O GOLPE DA DIRETORIA!

OPOSIÇÃO UNIFICADA SIPROEM

Nós, trabalhadoras e trabalhadores da Educação, fomos surpreendidos, em meio ao recesso escolar e festas de final de ano, com a notícia que a diretoria do Siproem (Sindicato dos Professores das Escolas Públicas Municipais de Barueri e Região) publicou edital no dia 03/12/2017 convocando a eleição para a entidade no dia 28/2/2018, período atravessado pelas férias e pelo carnaval, sem informar @s [email protected] e sem assegurar a ampla participação da categoria.

No momento em que o governo, promove um dos maiores ataques aos direitos da classe trabalhadora no país, a manobra eleitoral de um pequeno grupo no Siproem, para se perpetuar no poder, soa como uma profunda traição ao conjunto da categoria. Esta manobra merece o nosso mais veemente repúdio. É necessário que o Siproem seja um sindicato democrático, com ampla participação da base, de luta e independente dos patrões/governos.

É sabido que o Siproem detém a representação sindical da categoria de professores nos municípios de Barueri, Taboão da Serra, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Embu Guaçu, Juquitiba, São Lourenço, Cotia e Vargem Grande Paulista. Esta representação precisa se constituir numa ferramenta de luta para a categoria de professores e profissionais da Educação nesta região, sobretudo diante dos ataques desferidos contra os direitos trabalhistas, desde o governo federal, passando por seus aliados nos governos de estados e municípios, bem como a traição e peleguismo dos sindicatos municipais a exemplo do SindTaboão, SindServ e outros.

Os governos da região imprimem uma escalada de perseguição às ativistas e [email protected], como forma de intimidar a luta e a organização das trabalhadoras e trabalhadores da educação.

Há vacâncias na diretoria do Siproem em Taboão, Itapecerica da Serra e Barueri, que deveriam ser convocadas eleições suplementares, já que nestes municípios há necessidade de garantir efetivamente uma representação. No entanto, a direção do Siproem não convocou como deveria a eleição complementar para os cargos vacantes. Convoca novas eleições para assegurar à maioria da diretoria sete anos e meio de mandato.

Defendemos a necessidade de criação de mecanismos de participação democrática e cotidiana no Siproem, como Conselhos ou Reuniões de Representantes de Escola e Congressos. Reivindicamos a necessidade de unificação das lutas na base do Siproem, diante da intransigência dos governos municipais, que não tem sequer recebido o sindicato e ignorado completamente a pauta de reivindicações e direitos trabalhistas.

O presidente do Siproem não teve acordo em se reunir com representação de trabalhadoras e trabalhadores da base dos municípios de Taboão, Embu das Artes, Itapecerica e Barueri para que assim se corrigissem os problemas democráticos na organização do Siproem. Informou a representante de Taboão que fariam a eleição complementar apenas nesse município, ignorando as outras vacâncias de Barueri e Itapecerica.

Num momento em que governos e patrões atacam impiedosamente os direitos da classe trabalhadora, uma diretoria sindical convocar eleições na surdina para se perpetuar no poder é inadmissível. Isto só enfraquece o Sindicato e a nossa capacidade de lutar.

Diante do que foi exposto, uma reforma estatutária se faz necessária e urgente, para que, assim, o Sindicato atenda efetivamente às necessidades da luta.

É preciso assegurar que todas as posições existentes no interior da entidade, sejam amplamente, debatidas em toda a base, votadas e acatadas as decisões da maioria. Precisamos garantir a mais ampla e completa democracia para a tomada de todas as decisões. É inadmissível que haja golpistas entre nós, tramando e implementando golpes para limitar ou impedir a participação, de quem pensa, diferente.

Portanto, exigimos que a diretoria do Siproem anule esta convocação antidemocrática das eleições.

A Oposição, que se organiza em vários municípios abrangidos por este sindicato, desde já denuncia este método burocrático e golpista e convoca a categoria para participar de uma Assembleia de Base para reverter esta situação e garantir eleições democráticas para a diretoria do sindicato.

CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA ORDINÁRIA

CONFORME ART. 62, PARÁGRAFO TERCEIRO, DO ESTATUTO DO SIPROEM Dia: 24/02/2018
Horário: 10h
Local: Avenida Municipal, 398 – Jardim Silveira – Barueri.
Esta assembleia está sendo convocada por nós associados, através de um abaixo-assinado.

Nesta assembleia estará em pauta:

1. Anulação da eleição do dia 28 de fevereiro;
2. Revogação/anulação do aumento da mensalidade sindical, decidido pela diretoria sem consulta às bases;
3. Campanha Salarial Unificada de [email protected] as cidades da base do Siproem.

Participe! Só com sua participação é possível construir um sindicato democrático e de luta.

OPOSIÇÃO UNIFICADA SIPROEM

Marcado como:
educação / sindicatos