Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#8878 (10) { ["term_id"]=> int(4350) ["name"]=> string(13) "Marielle Vive" ["slug"]=> string(13) "marielle-vive" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4350) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(208) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

8 de março: aprenda as músicas dos atos

Da Redação

Milhares de mulheres prometem ir às ruas no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Parte importante dos protestos são as músicas entoadas pelas ruas. Em 2018, nos atos do #EleNão, ficou famosa uma versão feminista de Bella Ciao, que divulgamos em clipe aqui no site. Esse ano, outras músicas já estão sendo ensaiadas, desde palavras de ordem a paródias e canções inéditas, como o Hino da Estação Primeira de Mangueira que homenageia Marielle Franco.

Divulgamos, aqui, algumas delas. Estas farão parte do cancioneiro preparado pelas mulheres do Rio de Janeiro. Fizemos uma brincadeira na nossa redação, gravamos e disponibilizamos o áudio para aprendermos juntas como é cada uma das versões. Mande você também as músicas que serão cantadas nos atos da sua cidade.

CANCIONEIRO
8 DE MARÇO DE 2019

Pela vida das mulheres Justiça por Marielle
Por democracia e direitos
Somos contra Bolsonaro e a Reforma da Previdência

 

1.           Paródia Ô Abre Ala

Ô abre alas que as mulheres vão passar,
Com essa marcha muita coisa vai mudar,
Eu sou da luta, não posso negar
Eu sou da luta, não posso negar


 

2.        Paródia da Cabeleira do Zezé

Olha como luta essa mulher
Será que ela é?
Será que ela é?
Livre!
Será que ela é recatada?
Será que ela é bela e do lar?
Parece que é feminista
E tá na rua pra lutar!
Vem pra rua com ela
Vem pra rua com ela
Vem pra rua com ela
Vem pra rua com ela

 

3.

Alerta, alerta!
Alerta que caminha
A luta feminista Pela América Latina!

 

4.

Companheira me ajude/ que eu não posso andar só
Eu sozinha ando bem/ mas com você ando melhor (2x)

 

5.

Mulheres contra a guerra
Mulheres contra o capital
Mulheres contra o machismo
E o capitalismo neoliberal
Mulheres querem a terra
Mulheres querem ser igual
Mulheres querem feminismo
E socialismo internacional

 

6.

Pisa ligeiro, pisa ligeiro
Quem não pode com as mulheres
Não assanha o formigueiro (2x)
E quem não pode com as mulheres
Não assanha o formigueiro

 

7.

A nossa luta é todo dia,
Somos mulheres e não mercadoria!

 

8.

Te cuida, te cuida,
Te cuida seu machista
Que a América Latina vai ser toda feminista

 

9.
Se o corpo, se o corpo, se o corpo é da mulher (2x)
Ela dá pra quem quiser, ela dá pra quem quiser
Ela dá pra quem quiser, inclusive pra outra mulher (2x)

 

10.  Paródia Qual Bumbum Mais Bate

Nossa, que delícia a mulherada tá na luta,
Nossa, que delícia a mulherada tá luta,
Então escuta:
Pra barrar reforma
A gente ocupa a rua
É por democracia
A gente tá na rua
Lutando por direito
A gente tá na rua
Pautando o feminismo
A gente ocupa a rua

 

11.  Paródia Olha a Explosão

Olha a exploração
Bolsonaro te pega, te joga no chão
Quer aposentar, ele não deixa não
Pega seus direitos e joga no chão
Chão, chão, chão

 

12.     Paródia Glamurosa

O estado é laico/ não pode ser machista
O corpo é nosso/ não da bancada moralista
As mulheres estão nas ruas por libertação
Lugar de estuprador não pode ser na certidão

 

13. Paródia Se você pensa que cachaça é água

Se você pensa que o Estado é laico
O Estado não é laico não
No Estado laico o ventre é livre
E não pautado por religião

 

14. 

Legalize!
O corpo é nosso! É nossa escolha!
É o direito das mulheres!
Legalizar o aborto / direito ao nosso corpo! (3x)

 

15. 

Que hipocrisia
A guerra às drogas mata preto todo dia

 

16.  Paródia Bella Ciao:

Uma manhã, eu acordei
E ecoava: ele não, ele não, não, não!
Uma manhã, eu acordei
e lutei contra um opressor!
Somos mulheres a resistência,
De um Brasil sem racismo e sem horror
Vamos à luta!
Pra derrotar o ódio e pregar o amor!

 

17.  Samba enredo da Mangueira (Levante Feminista por Marielle)

Brasil, chegou a vez
De ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês


18.     Maria da Vila Matilde

Cadê meu celular?
Eu vou ligar pro um oito zero
Vou entregar teu nome
E explicar meu endereço
Aqui você não entra mais
Eu digo que não te conheço
E jogo água fervendo
Se você se aventurar
Eu solto o cachorro
E, apontando pra você
Eu grito: péguix guix guix guix
Eu quero ver
Você pular, você correr
Na frente dos vizinhos
Cê vai se arrepender de levantar
A mão pra mim


Baixe aqui e imprima o cancioneiro.

Participe da nossa cobertura colaborativa. Se inscreva Aqui!

Confira aqui os locais dos atos em todo o país:

8 de março: Confira o local dos atos em todo o país

Editorial 8 de março

8 de março unificado em todo o País: O primeiro passo da resistência

Marcado como:
8M