Pular para o conteúdo
Especiais

Manifesto: Resistência antiimperialista contra a nova tentativa de golpe na Venezuela!

Manifesto

As organizações e personalidades anticapitalistas e socialistas da América Latina abaixo assinantes, comprometidas com a conquista da soberania, liberdade e democracia dos nossos povos, condenamos energicamente a nova tentativa de derrubar o governo eleito nas urnas, de Nicolas Maduro.

Agora pela via de um Golpe de Estado ou intervenção estrangeira, cinicamente coordenado pelo Governo dos EUA. Uma intervenção imperialista, como em outras ocasiões, não vai defender a democracia, pelo contrário, e que não é somente contra o governo Maduro, mas sim para manter o domínio imperialista na região.

Entre os dias 22 e 23 de janeiro de 2019, fomos testemunhas do início de uma ação coordenada desde a Casa Branca, através da convocação cínica de Mike Pence para instalação de uma presidência usurpadora e ilegítima que ninguém votou. A linha ditada por Pence, em nome de Trump, foi seguida na Venezuela com precisão.

Internacionalmente também a OEA e os países da região que apoiaram a “Declaração de Lima” se subordinaram imediatamente aos planos imperialistas reconhecendo a ilegítima presidência de Juan Guaidó. Em primeiro lugar, Bolsonaro, Macri, Piñera e Duque, com a pretensão de implementar um bloqueio contra Venezuela, alinhados com a política militarista de Trump e colaborando com uma suposta provocação que justifique a intervenção armada.

O verdadeiro usurpador, Guaidó, contribui para essa provocação refugiando-se na embaixada colombiana na Venezuela.
A partir de nossos distintos países nos somamos as ações internacionalistas, anti-imperialistas e unitárias que condenam esta tentativa de golpe de Estado na Venezuela.

Convocamos a realização de campanhas amplas internacionalistas contra este novo capítulo da longa história de intervenções estadunidenses em nosso continente. Defender a soberania venezuelana não significa ser omisso a contradições e críticas ao governo Maduro.

Sem dúvidas, e isto deve ser um sentido comum democrático básico, só o povo venezuelano livre, soberano e democrático, livre de títeres de qualquer potência imperialista, é o dono de seu próprio futuro.

Não ao Golpe de Estado na Venezuela!

 

Novas adesões

Paquistão:
– PTDUC Campanha em Defesa dos Sindicatos do Paquistão

Argentina:
– Perspectiva Marxista Internacional (revista y organización internacional)
– Eugenio Greco (militante marxista revolucionario, Argentina)
– Punto de Partida (boletín y organización obrera, Argentina)

Colômbia
– Jairo Henry Arroyo Reina
– RENAN VEGA CANTOR, Profesor Universidad Pedagógica Nacional en Bogota y Ganador del Premio Libertador al Pensamiento Critico, version 2008.
– Carmen Fonseca (fiscal Asociación de profesores universitarios, Universidad Pedagógica Nacional)
– Alexander Pareja (Secretario Asociación de profesores universitarios, Universidad Pedagógica Nacional)
– Encuentro Distrital de la UNEES (Unión Nacional de Estudiantes de la Educación Superior), reunido el 23 y el 24 de febrero en Bogotá.
– Juan Bautista Jaramillo Docente Universidad del Valle Cali – Colombia Docente Programa de Estudios Políticos – Director Observatorio URAMBA- Cali.
– Asociación Sindical de Educadores del Valle del Cauca -ASIEVA (Cali -Colombia).

Outras:
Nancy Espassandin, maestra y politologa socialista, Uruguay.
Silvia Beatriz Adoue, ENFF y UNESP (Brasil)
Para Um Nuovo Começo (Centro Político Marxista)
La Aurora (organización marxista): Francesc Mata
Ricardo Napurí (Perú)
Francisvaldo Mendes. Presidente da Fundaçao Lauro Campos do PSOL.
Edwin Qiles, Ángel Cuadrado y Francisco Torres del Movimiento Nacionalista Revolucionario de Puerto Rico

 

Primeiros aderentes:

Liga Unitaria Chavista Socialista (LUCHAS), Venezuela. Stalín Pérez, Luis Bonilla

Partido Revolucionario de los Trabajadores (PRT), México: Edgard Sánchez, Luis Rangel, Josefina Chávez, Andrés Lund, Gabriela Zanabria.

Movimiento Ecosocialista (Colombia): Daniel Libreros.

Polo Ciudadano (Panamá): Olmedo Beluche, Félix Villarreal, Briseida Barrantes y Abdiel Rodríguez.

Resistência – PSOL (Corrente Interna do PSOL – Brasil)

Comuna (PSOL de Brasil): Cheron Moretti, Jacqueline Parmigiani

Democracia Socialista (Argentina) Martín Mosquera

Corriente Amaru (Perú): Jonathan Fuentes.

Tarzia Medeiros, Secretaria General del PSOL (BRasil)

Guillermo Almeyra. Escritor y militante revolucionario (México)

Mario Azeredo, miembro de Dirección PSOL-RS

Berna Menezes de la Ejecutiva Nacional del PSOL

Mario Hernández (Argentina)

Eduardo Lucita. Economista (Argentina)

Claudio Katz. Economista (Argentina)

Aldo Casas y Nora Ciapponi, militantes revolucionarios (Argentina)

Mario Quiñones, médico y militante revolucionario (Venezuela)

Eric Toussaint, escritor y militante internacionalista (Bélgica)

Organización Política del Pueblo y los Trabajadores (OPT): México. Jorge Herrera, Fernanda Justo, Alberto Bárcenas, Luis Rojas y Edgard Sánchez

Frente Socialista (México): José Santos.

Partido Revolucionario del Pueblo (PRP). México. Gregorio Miranda

Comité de Unidad Popular (México). Mario Rojas

Organización Nacional del Poder Popular (ONPP) México. Luis Rojas.

Coordinadora Socialista Revolucionaria (México): Luis Téllez.

Partido Comunista Mexicano (PCM): Juan Farrera

Juventud Comunista Mexicana (JCM): Isabel Segovia

Sindicato de Trabajadores de la Alcaldía del Municipio Libertador de Caracas

Sindicato de Trabajadores de FCA Chrysler

Sindicato de Trabajadores de Occimetalmecánica

Sindicato de Trabajadores de Filtros Wix

Sindicato de Trabajadores de Vicson

Sindicato de Trabajadores de Encava

Modesto Emilio Guerrero, periodista

 

Foto: Manifestação contra o golpe, em 30 de janeiro.

 

Manifesto: Anti-imperialist resistance against coup in Venezuela!