Sindicatos cearenses assinam moção de apoio ao acampamento Zé Maria do Tomé

Da Redação

Sindicatos do Ceará organizaram uma moção em solidariedade às 150 famílias do acampamento Zé Maria do Tomé, no Ceará. O local sofre tentativas de despejo há mais de quatro anos. De acordo com as entidades, significam “política de perseguição, criminalização, e até assassinatos de lutadores e trabalhadores da cidade e do campo, como acabam de ocorrer em outros acampamentos”, denunciam. Leia a íntegra da moção abaixo:

MOÇÃO DE APOIO AO ACAMPAMENTO ZÉ MARIA DO TOMÉ

Fruto de um vitorioso processo de luta na Chapada do Apodí, em Limoeiro do Norte-CE, o Acampamento Zé Maria do Tomé, localizado no berço do Agronegócio, vive sob constante ameaça de Reintegração de posse, desde sua consolidação há mais de 4 anos.

Viemos nos solidarizar, de forma incondicional, com as 150 famílias de trabalhadores acampados, que lá construíram suas vidas, produzindo alimentos de forma sustentável, não apenas para si, mas para toda a comunidade e que, pela segunda vez em um mês, são submetidos a esse tipo de situação de risco, prática essa que reflete a política de perseguição, criminalização, e até assassinatos de lutadores e trabalhadores da cidade e do campo, como acaba de ocorrer em outros acampamentos.

Assinam essa moção:
STICCRMF – Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil da Região Metropolitana de Fortaleza

Sindconfe – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Confecção Feminina e Moda Íntima de Fortaleza.

SINTRO – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará

Comentários no Facebook

Post A Comment