Resistir à prisão de Lula nas ruas! Ocupa São Bernardo! 



Declaração do MAIS, corrente interna do PSOL

No momento em que redigimos esta declaração, a imprensa noticia que Lula não se entregará à Polícia Federal em Curitiba, não se submetendo à ordem do juiz Sérgio Moro. Consideramos que Lula tem o direito de se insubordinar. Trata-se de uma prisão política baseada numa condenação sem provas, cujo objetivo é excluir Lula das eleições presidenciais e aprofundar os ataques às liberdades democráticas do povo brasileiro.

A escalada autoritária é grave. Nos últimos dias, houve uma campanha sinistra que envolveu a Globo, o comandante do Exército, o Judiciário, grandes empresários, organizações neofascistas e partidos de direita para colocar atrás das grades o mais importante líder popular da história do país.

Não temos nenhum acordo com o projeto de poder de Lula, fomos oposição de esquerda a seus governos e guardamos profundas diferenças políticas e programáticas com a direção do PT. Mas o que está em jogo são garantias democráticas valiosas ao povo trabalhador. O direito à liberdade de Lula, neste momento, diz respeito ao direito de liberdade de todos nós.

Acreditamos ser fundamental nesta hora decisiva:

  1. Resistir à prisão nas ruas. É preciso construir em todo o pais, do modo mais unitário possível, manifestações e ações de rua contra a prisão nesta sexta-feira (6).
  2. #OcupaSãoBernardo. Fazer do sindicato dos metalúrgicos do ABC uma barricada. Se quiserem prender o Lula, que passem por cima de milhares de brasileiros!
  3. Construir a luta junto ao povo trabalhador. É preciso levar a resistência aos locais de trabalho, às assembléias dos sindicatos e à base dos movimentos sociais.

Coordenação Nacional do MAIS, corrente interna do PSOL.

São Paulo, 06 de abril de 2018.

Comentários no Facebook

Post A Comment