Hong Kong: apelo à solidariedade!



Hong Kong foi colônia britânica desde o final da Primeira Guerra do Ópio, em 1842, quando os ingleses obrigaram a China a importar ópio da Índia, então também em posse dos ingleses, para aumentar suas receitas. Em 1997, como prova do apoio ao irreversível processo de restauração capitalista, Hong Kong foi devolvida à China, tendo adotado o status de Região Autônoma, com o acordo de manter suas instituições, particularmente alguns direitos democráticos formais, inexistentes na China Continental. O Conselho Legislativo que dirige a Região Autônoma tem um complicado sistema eleitoral em que a metade dos seus 70 membros é eleita diretamente e a outra metade, de forma indireta, dando peso às associações empresariais. Mesmo assim, em 2014, o governo de Beijing insistiu em ter o poder de vetar a inscrição eleitoral de algum dos três candidatos membros do Conselho à chefia do governo local, o que tornava sem sentido a eleição direta ao cargo. Grandes mobilizações populares se insurgiram contra esse direito de veto vindo da capital, no que se denominou como “revolução dos guarda-chuvas”.Pela disparidade de forças e a falta de apoio no continente o movimento foi derrotado e o governo central tem procurado apertar o cerco aos que insistem em seguir a luta. É o caso de vários membros eleitos ao Conselho Legislativo que foram presos. De Hong Kong nos chega o apelo à solidariedade. (Editoria Internacional)
Foto de abertura: Coletiva de imprensa em Hong Kong contra a repressão. Crédito: CWI

Solidariedade global contra a repressão em Hong Kong – liberdade para os prisioneiros políticos!

Solidariedade global contra a repressão em Hong Kong – liberdade para os prisioneiros políticos!Desde o ano passado vimos um aumento da repressão e do caráter autoritário do regime de Hong Kong. Tivemos a prisão de jovens ativistas pela democracia, incluindo proeminentes líderes da “Revolução dos Guarda Chuvas” de 2014, a destituição de seis legisladores eleitos e recentemente o impedimento de opositores ao regime se candidatarem.Apoie você também essa campanha de solidariedade internacional. Visite o site, assine a petição e paute a campanha em seu sindicato ou movimento: https://stophkrepression.net. Visite também a página no facebook e poste fotos de apoio: https://www.facebook.com/hkrepression/

Publicado por LSR – Liberdade, Socialismo e Revolução em Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Comentários no Facebook

Post A Comment