Passeata do dia 19 reuniu mil pessoas em Belém



Da Redação

O 19 de fevereiro foi mais um round da luta do povo brasileiro contra Michel Temer e seus lacaios no Congresso que querem aprovar a Reforma da Previdência. Pela manhã, em Belém, cerca de mil pessoas fizeram uma passeata no Centro da cidade para demonstrar a sua insatisfação com a PEC da Previdência.

Diversas categorias paralisaram as suas atividades e marcaram presença na manifestação, com destaque para os bancários, servidores da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) que realizaram piquetes nos seus locais de trabalho. Já os servidores do Detran também aderiram à manifestação, assim como os trabalhadores da educação pública estadual e municipal que pararam parcialmente as escolas.

Apesar dos servidores públicos estaduais terem comparecido em peso na manifestação, o Governo Estadual de Simão Jatene (PSDB) se recusou a receber as demandas dos trabalhadores no prédio da Secretaria de Estado de Administração (SEAD), fazendo vistas grossas para a reivindicação. O ato seguiu, então, de forma unitária, para o Mercado de São Brás, com as falas das Centrais Sindicais envolvidas no dia de Luta, e também dos sindicatos, movimentos sociais e parlamentares que estavam ali presentes.

O ato terminou com o espírito de luta que iniciou: se o Vampirão tentar votar a Reforma, o povo vai responder com a estaca da Greve Geral para enterrar de vez a proposta do golpista.

Comentários no Facebook

Post A Comment