R$ 4,70 NÃO! O ano de 2018 começou com luta em Campinas (SP)

Nesta quinta-feira (10) aconteceu o primeiro ato contra o aumento das passagens na cidade de Campinas, interior de São Paulo. A manifestação contou com cerca de 400 pessoas, e  unificou a luta contra o aumento da tarifa com a pauta de reivindicações dos servidores municipais.

Por Rodolfo Moimaz, de Campinas

Servidoras e servidores municipais de Campinas terminaram o ano de 2017 lutando em atos com a participação de centenas de trabalhadores, Um dos principais protestos foi na frente da casa do prefeito Jonas Donizetti (PSB), que não pagou o salário de dezembro e nem parte do 13° aos aposentados.

Como se esses abusos não bastassem, a prefeitura anunciou o aumento da passagem de ônibus para R $4,70, mantendo Campinas como uma das cidades com a passagem mais cara e um serviço ridículo.

A defesa de Jonas com o punhado de famílias proprietárias das empresas de ônibus é indecente. Vale lembrar que a prefeitura está metida em outras denúncias, como a tentativa de embolsar o dinheiro da Previdência dos servidores, o escândalo do desvio de verbas do Hospital do Ouro Verde – sob administração de uma empresa terceirizada -, o fechamento das UPAs da cidade, dentes outras falcatruas.

Transporte não é mercadoria. R $4,70 não!

Passe – livre Já!

Jonas, pague servidores e aposentados!

Estatização do transporte público

Comentários no Facebook

Post A Comment