Cristiane Brasil é a cara do governo Temer

Mesmo com decisões judiciais contrárias, o presidente Michel Temer insiste em nomear a deputada Cristiane Brasil como ministra do trabalho. Isso mostra o desespero do governo em conseguir votos para aprovar a Reforma da Previdência agora em fevereiro. O partido de Cristiane, o PTB, tem 16 deputados e pode decidir a votação.

Por Ademar Lourenço, de Brasília

Quem é Cristiane Brasil e porque é essencial para os planos do governo?

Cristiane Brasil é, antes de tudo, herdeira política de seu pai Roberto Jefferson. Ele é o criador do termo “mensalão” e foi quem começou a primeira crise política dos governos petistas, ainda em 2005. Ele era presidente do PTB, que era da base aliada do PT e denunciou o esquema de compra de votos para aprovar projetos de interesse do governo. Foi condenado e preso. Ao sair da cadeia, continuou tendo voz ativa no PTB, partido que historicamente se vende para quem dá mais.

Mas a filha de Jefferson tem seus próprios “méritos”. Votou para salvar Temer duas vezes ano passado. Também votou a favor da reforma trabalhista e da lei de terceirizações, que retiram direitos dos trabalhadores. Ela é mulher, mas votou pela lei 5069/2013, que dificulta o aborto legal para mulheres vítimas de estupro.

Não para por aí. Cristiane Brasil foi citada na delação da Odebrecht em 2017 como beneficiária de R$ 200 mil via caixa dois na campanha de 2012. Passou o ano novo em Fernando de Noronha em um hotel da Força Aérea, tudo pago com dinheiro púbico . Destinou parte de sua cota parlamentar a uma locadora de veículos que pertence à sua tia e chefe de gabinete. E foi condenada a pagar R$ 60,5 mil a um motorista que alegou não ter carteira assinada e cumprir jornada muito acima da permitida.

Isso mesmo. A indicada por Temer para ministra do trabalho foi condenada por desrespeitar os direitos trabalhistas. É a mesma coisa que um ministro do meio ambiente ser condenado por desmatamento ilegal. E ela será conduzida ao ministério para retirar direitos dos trabalhadores com a Reforma da Previdência.

Cristiane Brasil é a cara do governo Temer. Ela chegou à política por meio de seu pai, condenado por corrupção. Veio de um partido que se envolveu em corrupção nos governos petistas, mas votou pelo impeachment de camisa amarela e tudo. Votou contra os trabalhadores e agora pode ser ministra do trabalho. Por isto Temer quer ela em seu gabinete. Só gente do tipo de Cristiane Brasil aceita ser parte do governo mais odiado da história do país.

Imagem: Deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) ao lado do pai, Roberto Jefferson (Antonio Augusto/Câmara dos Deputados)

Comentários no Facebook

Post A Comment