Nota do MTST sobre julgamento de reintegração da Ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo



Por: Movimento dos Trabalhadores Sem Teto – MTST

Hoje (2), o Tribunal de Justiça julgou a ação de reintegração de posse da ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo. O pedido dos advogados do Movimento foi de que a reintegração fosse rejeitada, dado que o terreno da construtora MZM estava abandonado há mais de 40 anos, sem cumprir qualquer função social. De outro lado, houve uma atuação de setores políticos – em especial a Prefeitura de São Bernardo – para um despejo imediato, apostando no conflito e sem garantir uma solução para o problema habitacional das mais de sete mil famílias que estão na ocupação.

A decisão do TJ de suspender a realização do despejo até uma reunião de negociação do Gaorp, envolvendo todas as partes, está longe de ser ideal. Mas, neste momento, significou a derrota daqueles que queriam assistir um massacre.

Para a reunião foram convocados a Prefeitura, os Governos Estadual e Federal, além do MTST e da empresa proprietária. O MTST seguirá apostando decididamente na construção de uma alternativa que garanta o direito à moradia dos sem-teto da ocupação Povo Sem Medo. Neste sentido, tomaremos as ruas nos próximos dias para pressionar o Poder Público, em todas as esferas, para um compromisso de desapropriação ou compra do terreno ocupado.

Reafirmamos que qualquer tentativa de desocupação sem solução habitacional não será aceita e encontrará resistência. A luta segue!

Movimento dos Trabalhadores Sem Teto

Comentários no Facebook

Post A Comment