GREVE GERAL | São Paulo terá protesto contra reformas, no Masp

Da Redação

Faltam três dias para acontecerem mobilizações em todo o país na data escolhida pelas centrais sindicais para realização de uma greve geral. Em São Paulo, o ato em defesa dos direitos e da aposentadoria acontece em 30 de junho, às 16h, no Masp. As frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e as centrais sindicais Intersindical, CTB e CUT estão convocando o protesto que vai exigir eleições Diretas, Já e a saída imediata de Michel Temer (PMDB) da Presidência da República.

A capital paulista foi protagonista de uma das mais fortes mobilizações do país, no dia 28 de abril, quando foi organizada a última greve geral. A paralisação de setores como o transporte permitiram uma grande adesão de trabalhadores e jovens ao movimento. Com a demora das centrais sindicais em fechar a data do movimento paredista, nessa última semana as categorias ainda estão realizando assembleias para discutir as iniciativas para esta sexta-feira (30).

Nacionalmente, a greve geral está sendo convocada como um passo fundamental para barrar as reformas e pedir a saída de Temer. As denúncias que envolvem o peemedebista em escândalos de corrupção potencializaram a quantidade de protestos, como os atos em Brasília, a última greve geral e os atos pelas eleições diretas em várias cidades do país. De acordo com a última pesquisa do Instituto Paraná Pesquisa, o presidente goza de mais de 90% de desaprovação.

O Esquerda Online vai acompanhar a movimentação das categorias e divulgará na cobertura especial da greve geral. Fique atento.
Ato em defesa dos direitos e da aposentadoria – Diretas Já e Fora Temer
Data: 30 de junho
Local: Masp, em São Paulo
Horário: 16h

Comentários no Facebook

Post A Comment