Às vezes sinto vontade

O Esquerda Online publica o poema, abaixo, do ativista Moisés, de São Bernardo do Campo, enviada como contribuição para o nosso portal. Para também contribuir, basta enviar seu texto para o e-mail portalesquerdaonline@gmail.com .

Às vezes sinto vontade
De: Moisés Côrrea, de SBC

Às vezes sinto vontade

De ter lutado ao lado de Zumbi

Às vezes sinto vontade

De ter estado ao lado de Luiza Mahin

A mesma chibata que matava os negros

É a que teria matado a mim

Às vezes sinto vontade

De ter morrido junto e ao lado de Vladimir

Que mundo injusto é esse?

Por que lutar até o fim?

Para enfim uma sociedade

que não seja boa só para mim

Só espero que lá no futuro

Alguém sinta a vontade

De ter estado junto a mim.

Imagem: MESS

Comentários no Facebook

Post A Comment