Pular para o conteúdo
EDITORIAL

Um passo em frente na construção da unidade para resistir

Fórum por direitos e liberdades democráticas vai realizar seminário nacional em São Paulo

Editorial de 13 de dezembro de 2019

2019 está terminando. Com ele, teremos o primeiro ano do governo Bolsonaro. Até agora, o que a direita neofascista entregou para o povo brasileiro foi aumento da miséria e da desigualdade, destruição de direitos sociais e trabalhistas, privatizações, guerra aos povos da floresta, radicalização do genocídio do povo negro e pobre, censura, ataques aos direitos democráticos e muitas fake news.

No intuito de fortalecer a luta contra o Governo Bolsonaro, será realizado neste fim de semana (14 e 15 de dezembro), na cidade de São Paulo, o seminário nacional do Fórum por direitos e liberdades democráticas. Esse evento reunirá ativistas e lutadores de todo país que se organizam em sindicatos, centrais, movimentos sociais, entidades estudantis, entre outras organizações. O objetivo é construir um espaço de unidade para fazer avançar a resistência da classe trabalhadora aos ataques a direitos sociais e democráticos. Para tanto, é fundamental combater a fragmentação das lutas.

A iniciativa pode cumprir um papel positivo, entre outras razões, por chamar as principais direções do movimento social e sindical brasileiro a construirem atividades e calendários de lutas unitários. Isso passa pela formação, desde já, de uma ampla Frente Única para mobilização e disputa de consciência do povo trabalhador e oprimido, construindo linhas de defesa contra a ofensiva do governo neofascista e seus aliados.

 

AO VIVO | Acompanhe a transmissão online do Seminário, pelo Esquerda Online

 

Esse projeto ganha maior importância devido a situação, nesse momento, de refluxo das mobilizações no Brasil (o que contrasta com o cenário latino-americano marcado revoltas sociais em vários país), do papel vacilante das grandes centrais sindicais e da necessidade de articular a unidade entre os setores mais combativos das lutas sociais no país.

Ao pautar temas importantes da luta de classes, sempre com o intuito de construir a maior unidade possível, o Fórum de lutas amplia a aglutinação de forças anticapitalistas dispostas a confrontar os objetivos da extrema direita que governa o país e defender os interesses do conjunto dos [email protected] Entre os temas em discussão, estará em debate a conjuntura nacional, o mundo do trabalho e a organização da classe trabalhadora, como também a construção do próprio Fórum nacionalmente e nos estados.

Outro tema que estará em pauta é a necessidade da realização do Encontro Nacional da Classe Trabalhadora. As grandes centrais e os movimentos sociais de expressão no país precisam construir, de modo unitário, um grande encontro dos explorados e oprimidos, organizando, para isso, o conjunto dos ativistas das mais diversas lutas — sindicais, mulheres, negros e negras, LGBTS, sem terra, sem-teto, indígenas, quilombolas, entre outras.

A formação de uma Frente Única, para a luta de massas, é uma necessidade inadiável e imperiosa para resistirmos e derrotarmos Bolsonaro nas ruas. O Fórum por direitos e liberdades democráticas dá sua contribuição à classe trabalhadora brasileira ao lutar por esse objetivo com afinco.

 

Confira a programação