Pular para o conteúdo
OPRESSÕES

Mulher é mantida em cárcere privado e torturada pelo namorado por seis meses em Camaçari (BA)

Mulheres do PSOL Camaçari

Nós, Mulheres do PSOL de Camaçari (BA), declaramos total solidariedade à jovem Deisiane Souza Cerqueira, que foi mantida em cárcere privado, agredida, ameaçada, abusada sexualmente e torturada pelo namorado durante seis meses.

A jovem relata que o namorado, Marcos Alexandre da Silva, se tornou violento após dois meses de relacionamento, quando os dois decidiram morar juntos.  Ele a mantinha amarrada, a agredia constantemente com socos, facadas, queimaduras de cigarro e torturas psicológicas. Ela foi resgatada pelo pai no dia 19 de março, que a encontrou amarrada e muito ferida, após meses tentando falar com a filha. O agressor permanece foragido e impune.

Nos últimos 12 meses, 1,6 milhão de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativa de estrangulamento no Brasil. 76,4% das mulheres que sofreram violência dizem que o agressor era alguém conhecido. A violência também é maior entre mulheres pretas (28,4%) e pardas (27,5%) do que entre as brancas (24,7%). Os dados são do Datafolha, levantamento realizado em fevereiro de 2019.

Casos como o de Deisiane agravam essas estatísticas. É preciso cercá-las de solidariedade e exigir dos governos e autoridades medidas de combate ao machismo na sociedade e de acolhimento e proteção às vítimas. Cercar Deisiane de solidariedade e apoio é importante pra fortalecer as mulheres e encorajar outras vítimas de violência a denunciarem também.

Somos [email protected] Deisiane! Abaixo a violência contra a mulher!

Marcado como:
feminicídio