Trabalhadores do Aeroporto Salgado Filho/RS fazem manifestação contra 300 demissões

Por: Edgar Fogaça, de Porto Alegre, RS

No fim da tarde desta quarta-feira (11/07), no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, aeroviários realizaram uma manifestação contra as demissões em massa na empresa portuguesa de aviação TAP.

O protesto também queria alertar os passageiros sobre o processo de desmonte do centro de manutenção, administrado pela TAP – Manutenção e Engenharia Brasil.

O centro de manutenção da TAP é reconhecido internacionalmente pela qualidade do serviço realizado, e atende a diversas companhias aéreas. Segundo os e as participantes do ato, o setor já chegou a ter mais de mil e trezentos funcionários e funcionárias. Hoje, não chega a contar com quatrocentos. O processo de demissão começou em 2005, a partir da compra da Varig pela empresa TAP, anunciando o fechamento desse setor de vital importância.

“Apesar de toda essa situação, queremos também que os passageiros saibam que vamos continuar fazendo o nosso trabalho e que as aeronaves só vão sair do hangar em condições de total segurança”, afirma Paulo Sérgio, um dos organizadores do ato.

A empresa alega uma reestruturação a partir da qual não mais atuaria com manutenção. Na prática, ela pretende terceirizar os serviços, reduzindo drasticamente o custo com pessoal.  Apesar de ter recebido incentivos fiscais na ocasião da compra, a TAP se mostra indiferente à situação dos demitidos e de suas famílias. Nos últimos quinze dias, foram quase trezentos que passaram a engrossar as estatísticas de desemprego no país.

A luta contra as demissões continua: “Não entendemos o porquê dessas demissões se sabemos que a empresa dá lucro. Queremos que cessem e que os já demitidos sejam priorizados em caso de contratação por uma nova empresa. O governo também precisa tomar alguma providência. Não podemos continuar nessa situação”, conclui Paulo Sérgio.

O desemprego no país está crescendo e já atinge pelo menos 14 milhões de pessoas. Dia 10 de agosto as centrais sindicais estão construindo um dia nacional de mobilização e será mais um momento de protestar em defesa  do emprego.

Ao vivo

Comentários no Facebook

Post A Comment