Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#20824 (10) { ["term_id"]=> int(4211) ["name"]=> string(41) "Lateral Esquerda - Cobertura da Copa 2018" ["slug"]=> string(39) "lateral-esquerda-cobertura-da-copa-2018" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4211) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(69) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

Portugal 3 x 3 Espanha… CR7 CONTRA TODOS!

Por Cauê Campos, para o Lateral Esquerda

Está comprovado cientificamente: Cristiano Ronaldo não é deste mundo!

Hoje, em Sochi, contra a vizinha Espanha, CR7 só não fez chover – e foi por pouco. Em sua quarta participação em Copas do Mundo, CR7 se junta ao seleto grupo de Pelé, Seeler e Klose ao fazer gols em quatro edições do mundial. A bem da verdade, até então, Cristiano só tinha feito quatro gols, só hoje foram três.

Se os espanhóis esperavam vingar o Tratado de Tordesilhas, Cristiano Ronaldo mostrou que se dependesse dele nunca haveria União Ibérica! Acontece que Portugal sofre de um novo sebastianismo, pois o selecionado lusitano é CR7+10 (e esses dez não seriam titulares do Íbis). A Espanha contava com isso – e por bastante tempo pareceu que iria conseguir os três tentos – para superar a crise aberta pela demissão do técnico Julen Lopetegui, mas esqueceram que do outro lado estava o melhor jogador do mundo.

Com três minutos, Nacho caiu nas pedaladas do Cristiano Ronaldo e marcou um pênalti completamente infantil, dando a oportunidade do camisa 7 olhar para o telão, arrumar o cabelo e abrir o placar. Parecia que o pesadelo espanhol iria se confirmar.

A partir daí, Portugal recua e o time espanhol faz o que quer, toca a bola de lado, mantém a posse de bola, mas tem pouca efetividade no ataque. Após brilhante jogada individual, Diego Costa, brasileiro naturalizado espanhol, abre o placar para “La Roja”. O árbitro da partida solicita a VAR “video assistant referee” ou, em bom português, árbitro assistente de vídeo, por uma suposta agressão do atacante ao zagueiro também brasileiro naturalizado português, Pepê. Mas pelas justezas da vida se comprova que não houve nada.

Aos 25, Isco acerta um belo chute de primeira no travessão, a bola ainda pinga na linha e provoca infartos em todos portugueses.

No final do primeiro tempo, ainda cabia mais um. Ele, somente ele, chuta da entrada da área e o goleirão espanhol toma um frangaço, comprovando a tese de que goleiro bonito não presta. Assim, Portugal vai para o intervalo na frente, mas a Espanha era superior em campo, tinha mais posse de bola e chutava mais ao gol.

No começo do segundo tempo, parecia que a Fúria iria conseguir impor sua vitória coletiva e aos 9 minutos, Diego Costa marca mais um gol apenas empurrando a bola para dentro do gol. Três minutos depois, Nacho se desculpa pelo pênalti e faz um golaço, uma sapatada de fora da área, sem qualquer chance para o goleiro.

Após a virada espanhola, Portugal parece rendido. Expondo toda sua dificuldade em se defender desde Napoleão, o time lusitano deixa a Fúria tocar a bola e atacar quando quer. Mas eles tinham Cristiano Ronaldo, o único.

Piqué, esposo de Shakira, comete um erro grotesco: dá uma falta para CR7 bater na entrada da área aos 43 do 2º tempo. Mais uma vez, ele para, olha para o telão, arruma o cabelo e chuta perfeitamente no ângulo, De Gea, mais uma vez, vendido sem reações.

Cristiano Ronaldo ganha contra todos. Não é humano, é mitológico!
Este foi apenas o segundo dia da Copa, e, como prometido, o clássico dos saqueadores de ouro foi um jogo digno de Copa do Mundo, uma pena ser já na primeira fase. Portugal sai moralizado. A Espanha pode se afundar em sua própria crise, após o ídolo espanhol Fernando Hierro assumir a seleção dois dias antes da estreia. O grupo B encontra-se embolado, Irã em primeiro e Portugal e Espanha empatados com 1 ponto cada. Se um dos times tropeçar contra Irã ou Marrocos pode ficar fora da 2º fase. Mas se o esperado acontecer, a decisão do primeiro lugar será nos saldos de gols. Para os mortais, resta saber se CR7 consegue carregar esse time nas costas e até onde avança. E se a Espanha vai deixar a zica pra trás e comprovar seu favoritismo.

AGORA SIM COMEÇOU A COPA, AMIGOS DO ESQUERDA ONLINE!

Mais sobre a cobertura da Copa no Lateral Esquerda
http://www.esquerdaonline.com.br.br/a-lateral-esquerda