Nasce a “Resistência”, nova organização política da esquerda brasileira



Com muita empolgação, os delegados do Congresso de Fusão entre a NOS (Nova Organização Socialista) e o #Mais (Movimento por uma Alternativa Independente e Socialista), aprovaram, nesta segunda-feira (30), a unificação entre as correntes. Surge assim a Resistência, nova organização da esquerda brasileira, composta por militantes do PSOL de 20 estados e o Distrito Federal.

O grupo nasce na contracorrente da dispersão da esquerda no país e terá atuação nas lutas dos trabalhadores, estudantes, negros, mulheres e LGBTs e no combate à direita de inspiração fascista que cresce no país. O congresso homenageou a vereadora Marielle Franco, executada há 46 dias.

Durante mais de um ano, os grupos realizaram um ciclo de debates, encerrado em um Congresso nos dias 29 e 30, em São Paulo. O encontro debateu e votou a Carta de Princípios da nova organização, nome e direção, além de resoluções sobre a situação nacional e diversos temas.

CONFIRA O MANIFESTO DE LANÇAMENTO

Leia o manifesto de fundação da Resistência

O Congresso também foi acompanhado por delegações internacionais e de outras organizações brasileiras. Estiveram presentes Gil Garcia, do Movimento Alternativa Socialista (MAS), de Portugal, com a qual a organização mantém relações através de uma coordenação internacional.

Também acompanharam o congresso representantes do Nuevo MAS, da Argentina, e da LSR (Liberdade, Socialismo e Revolução), seção brasileira do CIT (Comitê por uma Internacional dos Trabalhadores).

Duas organizações foram convidadas e discutem a integração com a nova organização, o MLPS (Movimento Luta pelo Socialismo) e o MLT (Movimento de Luta dos Trabalhadores), organização com presença em São Paulo. Os debates também contaram com convidados especiais, como Cacau Pereira, de Minas Gerais.

Entre os militantes da organização estão o deputado estadual do Ceará Nestor Bezerra, a pré-candidata ao Senado por São Paulo Sílvia Ferraro, a candidata do PSOL ao governo de Sergipe em 2014 e pré-candidata ao Senado de Sergipe pelo PSOL, Sônia Meire, e os historiadores Marcelo Badaró (UFF) e Valério Arcary (IFSP).

ATO
O ato de lançamento da Resistência aconteceu nesta segunda-feira, às 20h, na Quadra dos Bancários (Rua Tabatinguera, 192, Sé, São Paulo), com a presença do deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL, além de movimentos sociais, como o MTST, e organizações políticas e correntes do partido, como a Insurgência. O evento teve transmissão ao vivo pelo Esquerda Online. Confira abaixo:

Comentários no Facebook

Post A Comment