O lirismo político de Paulinho Tó 



Da Redação

A música “Luisa e a Cidade” do cantor e compositor Paulinho Tó vira clipe com direção de Luan Cardoso. O lançamento aconteceu no dia 23 de janeiro, compartilhado nas redes sociais do artista.

Uma paixão platônica, uma obsessão, uma alucinação: Luisa é a personagem central da música “Luisa e a Cidade”. Essa canção, que é um dos únicos momentos de lirismo dentro do disco “De cara no asfalto” de Paulinho Tó, narra uma busca angustiante por Luisa. Com melodia e letra labirínticas, a cidade se torna um obstáculo para que esse amor se realize.

Em um disco predominantemente político é inevitável pensarmos essa canção como metáfora da realidade política brasileira: tal como o projeto brasileiro de desenvolvimento nacional, o amor de Luisa, como um castelo de areia, se desmancha justo quando parecia estar tão próximo.

No clipe de Luan Cardoso, que tem no elenco a atriz Paula Cassimiro e o próprio Paulinho Tó, o Viaduto do Chá é o palco dessa perseguição, gravada em longos planos contínuos e cortada por flashes de imagens (de lembrança ou imaginação).

Paulinho caminha angustiado pela cidade. Seu trajeto é interrompido diversas vezes por Luisa, que hora não é vista por ele, hora está caminhando apaixonada ao seu lado. Esses encontros são sempre interrompidos por seus “sumiços” repentinos, o que reforça a ideia de que Luisa não passa de uma alucinação.

No final da música, quando o amor parece poder se concretizar, Luisa desaparece de vez e Paulinho segue caminhando, triste, talvez resignado com a perda, talvez ainda à sua procura.

Além da direção, Luan Cardoso assina a fotografia, o roteiro e a edição. Assistência de direção é de Raphaela Crispim e a preparação de elenco é de Mariana Mayor, que é também coautora da música. Making of de J. V. Machado. Elenco: Paula Cassimiro e Paulinho Tó.

Clipe

Comentários no Facebook

Post A Comment