Lutar não é crime! Envie moção de solidariedade ao trabalhador dos Correios Jacó e em repúdio a sua suspensão

Na última sexta-feira (5), a direção dos Correios informou o resultado do julgamento do processo de sindicância contra o trabalhador José Gonçalves de Almeida, o Jacó, em que decidiram aplicar uma suspensão de 30 dias. A acusação que a empresa faz contra o companheiro é de uso indevido de uniforme e agressão a imagem da empresa; e associação da imagem da empresa à publicidade negativa.

Esta acusação é devido o companheiro ter participado de um bloqueio de via usando uniforme da empresa durante a greve geral do dia 28 de abril de 2017, convocada pelas Centrais Sindicais, contra as reformas do governo Temer.

É importante dizer que sempre esses trabalhadores sempre usam uniforme nas greves e mobilizações como forma de identificação a qual categoria pertença, devido a isso, a empresa está fazendo feroz punição ao companheiro.

Durante o bloqueio parcial da BR não houve nenhuma ocorrência ou dano material ou físico a qualquer pessoa, e esta atividade não ocorreu em nenhuma unidade de trabalho dos Correios.

Punição é parte de perseguição política aos ativistas e dirigentes sindicais

A direção dos Correios vem aplicando uma série de perseguições a dirigentes sindicais e ativistas, esta punição ao companheiro Jacó não é a única. Temos vários companheiros (as) respondendo a processos administrativos; já ocorreram várias punições e demissões, inclusive a direção da ECT criou uma gerência exclusiva para sindicância de processos administrativos aos dirigentes chamada GECOR (Gerência de Correição).

É preciso uma campanha contra as perseguições nos Correios, para isso, denunciar estas perseguições, punições e demissões que vem ocorrendo. Desde já pedimos apoio à luta contra as perseguições nos Correios com a exigência de suspensão das punições já ocorridas e arquivamento dos processos em andamento.

Orientamos que todas as entidades e movimentos repercutam esse ataque em seus meios de comunicação e que enviem moções de repúdio à suspensão e em solidariedade ao companheiro.

Segue abaixo o modelo de texto de moção a ser enviada e os endereços para onde enviar:

Quem luta não merece ser punido

Abaixo a perseguição política dos Correios

XXXXX, vem prestar total apoio ao companheiro José de Almeida, o Jacó, que recebeu uma punição injusta de suspensão de 30 dias.

O direito constitucional de liberdade de pensamento e de expressão jamais poderá ser cerceado das trabalhadoras e trabalhadores de todo o Brasil.

Repudiamos a decisão arbitrária da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

E exigimos o fim da suspensão e nenhuma punição ao trabalhador.

Total apoio e solidariedade ao camarada Jacó!

XXXXX

As moções devem ser enviadas para os seguintes e-mails:

Presidente dos Correios – Guilherme Campos Junior: presidencia@correios.com.br

Vice-presidente de Gestão de Pessoas – Heli Siqueira de Azevedo: vigep@correios.com.br

Cópias para:

Ministério das Comunicações/Ministro Gilberto Kassab: ministro@mctic.gov.br

Fentect: fentect@fentect.org.br

Jacó: jacosp@gmail.com

Via CSP-Conlutas

Comentários no Facebook

Post A Comment