Saiba por que os trabalhadores da EBC estão em greve

Trabalhadores iniciaram movimento nesta terça-feira (14)

Da Redação

Congelamento dos salários, retirada de direitos, corte de benefícios do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018. Esses são alguns motivos pelos quais os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) cruzaram os braços a partir das 0h desta terça-feira (14), por tempo indeterminado. Movimento também denuncia a política do governo Temer de sucatear a empresa e retirá-la, cada vez mais, do controle da sociedade. Decisão da categoria aconteceu na última sexta-feira (10), em assembleia nacional com a presença de quase 300 pessoas, representantes dos estados do Maranhão, Rio de Janeiro, São Paulo e de Brasília.

Reivindicações
Esse é o terceiro movimento grevista dos trabalhadores da EBC, que já paralisaram as atividades nos anos de 2013 e 2015. Esse ano, após oito rodadas de negociação com a empresa, que se nega a negociar sobre as cláusulas econômicas e defende proposta de 0% de aumento nos salários e em benefícios, decidiram novamente por optar pelo movimento paredista. A categoria reivindica 4% de reajuste como reposição da inflação e perdas acumuladas. Outros direitos também estão sendo atacados.

A EBC é responsável pela TV Brasil, TV Brasil Internacional, Agência Brasil, Portal EBC, Radioagência Nacional, além de oito emissoras de rádio, como as Rádios Nacional do Rio de Janeiro e de Brasília e as Rádios MEC AM e FM. Opera também serviços como o canal de televisão NBr e o programa de rádio “Voz do Brasil”.

Leia a íntegra da carta dos funcionários da EBC

POR QUE DECIDIMOS PELA GREVE

Na última assembleia, os trabalhadores da EBC decidiram pela greve a partir desta terça-feira! O importante agora é estarmos todos juntos lutando por nossos direitos.

Mas quais os motivos da greve?

– Após oito reuniões de negociação, a EBC não apresentou nenhuma proposta econômica e ainda deseja retirar direitos já previstos no nosso ACT.
– A EBC deseja congelar os salários, prevendo reajuste zero para todas as cláusulas econômicas: salário, tickets, auxílio creche e auxílio pessoas com deficiência.
– A direção da empresa ainda deseja acabar com os dois tickets extras, com vale cultura e com a multa de descumprimento do ACT. – Os tickets extra, diga-se de passagem, foram conquistas de greves passadas em que o aumento no salário foram trocados por eles. O que significa que estamos PERDENDO conquistas lutas anteriores. Também importante ressaltar que essas perdas são referentes a um salário a menos por ano dos profissionais de nível médio.
– A EBC ainda quer retirar direitos nas cláusulas relativas ao transporte, anuênio/quinquênios (para quem ingressar na empresa a partir deste ano), verbas rescisórias e homologações.
– A empresa ainda não aceitou propostas apresentadas pela assembleia sobre a gratificação de função, férias, intrajornada e contribuição assistencial.
– A EBC ainda rejeitou todas as novas cláusulas dos trabalhadores, como preservação do quadro, direito de consciência, controle de frequência, mesa permanente, redução de jornada.
– Enquanto que os empregados recuaram em 17 propostas, mantendo o texto do ACT atual, a direção da EBC só aceitou recuar em 3 propostas na última mesa.
– Contra as perseguições, censuras, ameaças implementadas pela direção da EBC no último ano! Em defesa da comunicação pública!

A intransigência da EBC na mesa de negociação, sem apresentar nenhuma proposta concreta, levou os trabalhadores a decidirem cruzar os braços em defesa dos seus direitos!

Juntos mostraremos nossa força!
🤜🏽NESTA TERÇA (14), GREVE GERAL NA EBC!

Comentários no Facebook

Post A Comment