Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#20789 (10) { ["term_id"]=> int(4302) ["name"]=> string(23) "Greve Geral 28 de abril" ["slug"]=> string(23) "greve-geral-28-de-abril" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4302) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(87) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

O dia que São Paulo parou: sob forte repressão policial, trabalhadores fazem piquetes e paralisações em diversos pontos da cidade

Da Redação

A cidade de São Paulo amanheceu esta sexta-feira (28) sem os serviços de ônibus, trem e metrô, que aderiram à Greve Geral, convocada em protesto contra as reformas Trabalhistas e da Previdência. Durante a madrugada e início da manhã, movimentos sociais, sindical e estudantil fizeram bloqueios em avenidas de grande circulação e rodovias que dão acesso à capital. A Polícia Militar reprimiu brutalmente, jogando bombas de gás e de pimenta e utilizou jatos de água contra os manifestantes.

Ativistas também organizaram bloqueios, com queima de pneus em várias vias da cidade, como nas avenidas 23 de Maio, Nove de Julho, Brigadeiro Faria Lima, São João, Sapopemba e marginal Tietê. A Rodovia Hélio Schmidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, em Cumbica, também foi bloqueada, além de manifestações também no saguão. A Polícia Rodoviária Federal acompanhou o protesto e lançou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a manifestação.

Cinco manifestantes que estavam nas mobilizações na região Leste da cidade foram conduzidos à 65° DP- Artur Alvim. Três deles, militantes do MTST e dois professores.

Imagens


Outros pontos no estado de São Paulo
No ABC Paulista, a Avenida do Estado também está bloqueada no sentido São Paulo, nas proximidades do Carrefour. Manifestantes também tomaram a rodovia SP-59, principal ponte de ligação entre as avenidas Anchieta e a Imigrantes, no KM-1, em Cubatão. Porta de entrada de Santos, a Avenida Martins Fontes foi bloqueada. Em Campinas, após assembleia, funcionários da garagem da Unicamp decidiram aderir à greve e não sair com a frota de ônibus nesta sexta-feira.

Apenas começando
A capital paulista ainda contará com um grande ato neste dia de Greve Geral contra as medidas do Governo Temer. Organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, está previsto para partir do Largo da Batata, em Pinheiros, às 17h, e marchar rumo à casa do presidente da República.

Confira o recado de Silvia Ferraro, militante do #MAIS, diretamente do Comitê de Luta contra as Reformas da Zona Sul de SP

 

Mobilizações Previstas

LARGO SANTA CECÍLIA
10h Roda de capoeira para crianças
11h Aula pública sobre Educação e Trabalho
12h30 Lanche coletivo
14h Aula pública sobre previdência, expectativa de vida e pirâmide populacional

TRIANON
11h Roda de conversa sobre a reforma da previdência + intervenções artísticas

LARGO DA BATATA
11h Debate sobre precarização do trabalho
+ Ato musical
+ Roda de contação

PRAÇA ELIS REGINA
10h Concentração
11h Aula pública e debate
13h Lanche coletivo

https://www.facebook.com/events/1772984339683844/https://www.facebook.com/events/441798346163394/

– Bloco do Movimento negro, 14hs, Praça Benedito Calixto
Evento

– Encontro dos trabalhadores e trabalhadoras da educação convocado pelo Movimento Voz Rouca, 15hs, Praça dos Arcos
Evento 

– Assembleia SINPEEM, 15hs, Viaduto do Chá

– Bloco LGBT, 15hs, Largo da Batata
Evento

– Coletivos da PUC, 15hs, Largo da Batata
Evento

– Bloco dos trabalhadorxs de museus, 15h30, Instituto Tomie Ohtake
Evento

– Ato convocado pela CSP-Conlutas, na Avenida Paulista, às 16h

Confira mais informações sobre a greve geral do dia 28 de abril:

Cobertura Nacional: veja o que vai parar em todo o país

28 de abril: São Paulo terá Greve Geral e protestos contra as Reformas

Greve Geral: paralisação de transportes promete parar São Paulo dia 28 de abril

Greve geral chega às escolas particulares de São Paulo

Para saber mais, acesse o evento do dia 28 em São Paulo

28 de abril vamos parar o Brasil’, definem centrais sindicais

28 de abril: quatro propostas para a construção da Greve Geral

28 de Abril: Reunião do DCE da USP aprova Comitê pela Greve Geral

28 de abril: um dia para escrevermos em nossa história

28 de Abril: Petroleiros entrarão na greve geral com muita força

28 de Abril: Reunião de preparação da Greve Geral em Campinas (SP) aprova plano de ações

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, no Rio de Janeiro

28 de abril: Porto Alegre vai parar no dia da greve geral

Greve Geral: Saiba o que vai parar no dia 28 de Abril, em Belo Horizonte e região

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, em Recife e região

28 de abril: Alagoas vai parar

O que vai parar na greve geral em Fortaleza

Universidades e escolas vão parar no dia 28 de Abril, em Fortaleza

Rodoviários de Fortaleza vão parar dia 28 de Abril

Saiba o que vai parar no dia 28 de abril em Salvador

Índios acampam em Brasília e vão participar do 28 de abril

Assembleias e plenárias confirmam: Baixada Santista vai parar no dia 28 de ab

Ministério Público do Trabalho afirma que Greve Geral é legal e legítima

O que vai parar na greve geral no Paraná

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, no Distrito Federal e entorno

Greve Geral: bancários de todo o país vão parar dia 28 de abril

Greve Geral: saiba o que vai parar no Pará nesta sexta, 28 de abril