5 fatos mostram que Bolsonaro é contra os trabalhadores e aliado de Temer

Por: Lucas Fogaça, de Porto Alegre, RS.

Muitos colegas e amigos das fábricas e do SENAI acreditam que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) é um bom político. Vários dizem até que vão votar nele pra presidente. Esses mesmos colegas e amigos são contra a Lei da Terceirização, a Reforma Trabalhista e Previdenciária. Contra os cortes nos investimentos em saúde e educação feitos pelo governo Temer (PMDB) e contra a corrupção e os privilégios dos políticos. Por isso, quero explicar a esses colegas porque se querem mudanças no governo e o fim dos ataques aos trabalhadores não devem apoiar o deputado Jair Bolsonaro (PSL), nem seu vice Hamilton Mourão (PRTB).

1 – Família Bolsonaro lutou para aprovar a reforma Trabalhista

A Reforma Trabalhista prevê entre outras medidas o aumento da jornada de trabalho de 44h para 48h semanais, o aumento do trabalho temporário de 90 para 120 dias, e a prevalência do negociado sobre o legislado. Isso significa que a CLT (legislado) não vale mais. O que vale é o que for negociado entre patrão e sindicato e até o que for negociado individualmente entre o trabalhador e o patrão. É evidente com a reforma trabalhista o trabalho que já tava difícil vai ficar ainda pior.

Mesmo assim Jair e Eduardo Bolsonaro (seu filho e também deputado) votaram pela aprovação da reforma trabalhista. E Bolsonaro ainda votou contra a PEC das Domésticas, lei que inseria alguns direitos trabalhistas para as empregadas domésticas. Ele disse que “ou o povo tem emprego ou o povo tem direitos”.

Saiba mais sobre a reforma trabalhista:

https://esquerdaonline.com.br/2017/04/25/cinco-grandes-ataques-aos-direitos-dos-trabalhadores-pela-reforma-trabalhista/

https://esquerdaonline.com.br/2016/12/22/entenda-reforma-trabalhista-de-temer/

2 – Família Bolsonaro e seu partido são grandes aliados de Michel Temer

Bolsonaro é do Partido Social Liberal (PSL). O PSL apoia integralmente o governo Temer. No ano de 2018, até as eleições, foi inclusive mais fiel ao governo do que o próprio partido do Temer, o MDB. Analisadas 107 votações a taxa de fidelidade do partido do Bolsonaro ao governo foi de 67,73%, enquanto o MDB foi de 64,34% e do PSDB de Geraldo Alckmin 63,05%.

3 – Eduardo Bolsonaro votou a favor e seu pai Jair Bolsonaro se absteve na votação da Lei da Terceirização para atividade-fim

O projeto de lei (PL 4302/98) aprovado permite a terceirização até da atividade-fim de uma empresa. Ou seja, uma escola poderá terceirizar não apenas o serviço de limpeza, mas até contratação de seus professores, por exemplo. Os operários e principalmente as operárias terceirizadas sabem como é terrível ser terceirizado: salários menores, piores condições de trabalho, menos direitos e benefícios, muitas vezes sem sindicato e um longo etc. Os terceirizados são trabalhadores precarizados, tratados como de 2ª divisão.

Apesar disso Jair Bolsonaro se absteve da votação. Abstenção é não votar a favor nem contra. Por que Jair Bolsonaro ficou em cima do muro numa lei que prejudica tanto o povo trabalhador? Acho que ele não quer perder a popularidade com a maioria dos trabalhadores que apoiam ele e nem com os empresários que financiam suas campanhas. Seu filho Eduardo Bolsonaro não hesitou: votou a favor da Lei.

Saiba mais sobre o impacto da terceirização:
https://esquerdaonline.com.br/2016/11/18/o-mito-da-terceirizacao-enquanto-modernizacao-empresarial/

https://esquerdaonline.com.br/2017/03/27/fora-terceirizacao/

4 – Família Bolsonaro falou contra a PEC 241 e votou a favor

A PEC 241 – conhecida como #PECdoFimdoMundo – foi aprovada em 2016. Essa emenda na constituição prevê o congelamento de investimentos do governo em saúde, educação, moradia, entre outras por 20 anos. Jair e Eduardo Bolsonaro chegaram a se manifestar contra a Lei mas no dia da votação mudaram de ideia e votaram a favor do governo , o que revoltou seus seguidores.

Saiba mais sobre a PEC 241:

https://esquerdaonline.com.br/2016/11/24/o-que-e-a-pec-55-antiga-pec-241-e-o-que-ela-muda-na-vida-dos-trabalhadores/

https://esquerdaonline.com.br/2016/10/17/a-luta-em-defesa-do-sus-e-a-luta-contra-a-pec-241/

https://esquerdaonline.com.br/2016/10/14/pec241vaiinviabilizarplanonacionaldeeducacao/

5 – Jair Bolsonaro usa dinheiro público de forma indevida e está envolvido em esquemas

Bolsonaro recebe auxílio moradia mesmo tendo apartamento próprio em Brasília. E em entrevista ao Jornal Nacional, afirmou que não há nenhum problema nisso. Além disso, Bolsonaro está sofrendo ainda uma investigação do Ministério Público Federal pela acusação de funcionário fantasma: a Wal é sua assessora e deveria trabalhar no gabinete em Brasília (DF), mas possui uma loja de açaí em Angra dos Reis (RJ) próximo da casa do parlamentar. Não o bastante, em delação entregue ao STF pelo presidente-todo-poderoso da gigante JBS, restou comprovado que o parlamentar recebeu R$ 200 mil da empresa para a sua campanha a deputado federal pelo RJ em 2014, quando ainda era do PP. E mais, tentou valer-se de uma manobra contábil para esconder os valores.

Os 5 fatos acima mostram claramente que a família Bolsonaro é contra os trabalhadores. Eles defendem o odiado governo Temer e as leis que favorecem os grandes empresários do nosso país. São muito mansos com banqueiros e grandes empresários e muito raivosos contra os trabalhadores. Não merecem seu voto e muito menos o seu apoio.

#EleNão

Foto: reprodução das redes sociais.

Leia outros artigos:

Cinco observações rápidas sobre o atentado contra Jair Bolsonaro, por Valério Arcary

Entrevista no JN: Bolsonaro sendo Bolsonaro, por André Freire

Bolsonaro, neoliberalismo e Ojeriza à política, por Rejane Hoeveler

A família Bolsonaro, a nova direita brasileira e seu discurso LGBTfóbico, por Gabriel Santos 

Quatro motivos para não votar em Bolsonaro: Suas propostas para a classe trabalhadora, Por Carlos Henrique de Oliveira

Cinco argumentos para desmascarar Bolsonaro, Por Juliana Bimbi

Bolsonaro admite Petrobrás totalmente privatizada caso seja eleito, Por Pedro Augusto

Conheça quem está por trás das ideias de Bolsonaro, Por Gibran Jordão

Bolsonaro: Nem honesto, nem aliado dos trabalhadores, Por Edgar Fogaça

Bolsonaro não é um espantalho, por Valério Arcary

Em visita ao Pará, Bolsonaro defende a chachina de trabalhadores sem-terra, Por Gizelle Freitas

Não se deve tercerizar para Ciro Gomes a luta contra Bolsonaro, por Valério Arcary 

Bolsonaro em contradição: três patacoadas do “mito”em apenas dez dias de 2018, por Matheus Gomes

Bolsonaro ataca negros, pessoas gordas, quilombolas, indígenas e refugiados no clube Hebraica por Jéssica Milare 

 

Comentários no Facebook

9 Comments

  • Edvaldo

    É tão fácil enganar as pessoas!, basta ler este texto, em seguida ler os textos das leis citadas e ver realmente como a manipulação de informações acontece neste site. Lamentável.

  • Fabian Gross

    Acho que a família Bolsonaro esra correta nas suas ações. Bandido deve ter pena de morte, cota em escolas é preconceito como japonês ou branco pobre. Quanto a terceirização, acredito que as leis trabalhistas devem se moldar ao mercado e não o mercado se moldar as leis. É necessário facilitar a vida das empresas para o Brasil tornar competitivo no exterior! O emprego não vai acabar, mas só vai caminhar de forma diferente, mais facilitada, desimpedida. Abre a porreira pro desenvolvimento!! Qual o problema em parcelar férias em 3 vezes?? Qual o problema pagar por hora? Se o cara quiser trabalhar 12 horas deixa ele ganhar mais dinheiro! Deixa o povo trabalhar! #bolsonaro2018

  • Zezão

    Qual atividade eleitoral está envolvido o Deputado? A corrida Presidencial já começou pelo STE??

  • Heve Estrela Ramos

    Em Salvador foram 80 mil na rua…

  • PM desapontado

    Sou policial ,acreditava no deputado,mas perdeu meu voto ,não adianta falar que bandido bom é bandido morto ,falar é fácil , está a 25 anos de política e só fala fala ,fala ,e na hora de fazer ,faz “M” vota contra o trabalhador, contra o nosso futuro e de nossos familiares .acredito que ele é igual ao deputado Wagner montes. Infelizmente

  • centro e razão

    Bolsonaro é CONTRA a reforma da previdencia, tal como essa esquerda arcaica populista representada aqui.

    Bolsonaro votou em Lula, como ele, tem ódio doentio de FHC.

  • Marciano da Silva Mendonça

    Bolsonaro perdeu toda consideração minha e de milhões de Brasileiros por votar a favor da reforma trabalhista. Pensei que seria um político diferenciado dos demais, mas me enganei.

  • Antonio R. de Azevedo

    O povo brasileiro deveria ser mais unido e não ficar brigando por causa de candidatos que sempre mostrarão que não tem respeito pelo povo. O voto para mudanças deveria ser 00 para todos os políticos do país.

  • Rildo

    Vcs são tão desonestos que dá vergonha.

Post A Comment