Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#20810 (10) { ["term_id"]=> int(4302) ["name"]=> string(23) "Greve Geral 28 de abril" ["slug"]=> string(23) "greve-geral-28-de-abril" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4302) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(87) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

Greve Geral: paralisação de transportes promete parar São Paulo dia 28 de abril

10/04/2017- São Paulo- SP, Brasil- Ato contra a Reforma da Previdência que reuniu as centrais sindicais e confederaçoes sindicais,em frente a Fedreação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de SP. Foto Paulo Pinto/ FotosPublicas

Da Redação

Após o anúncio da greve geral para o dia 28 de abril, uma das grandes expectativas era sobre a adesão, ou não dos trabalhadores dos transportes. Com a crescente urbanização, o setor pode determinar a dinâmica das principais cidades do país. Em São Paulo, por exemplo, bastou a decisão dos metroviários em se somar à mobilização do último dia 15 de março para parte importante da principal cidade do país ficar em clima de greve. Dessa vez, todo o setor pode parar. Em reunião conjunta, trabalhadores do metrô, ferroviários e rodoviários prometeram participar da greve geral convocada pelas centrais sindicais e frentes. O protesto é contra as reformas do governo de Michel Temer, como a Trabalhista, a da Previdência e a terceirização.

“Agora, chegou o momento de parar e mostrar ao governo Temer que não aceitamos perder a aposentadoria, os direitos trabalhistas e sermos submetidos à terceirização. Os trabalhadores estão conscientes de que agora é o momento de realizar uma grande manifestação”, diz nota do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, que aprovou a participação no movimento em assembleia realizada no dia 11 de abril. A categoria se reunirá novamente no dia 27 de abril, um dia antes da paralisação.

De acordo com levantamento do site Diário do Transporte, 30 cidades e 13 milhões de pessoas devem ser impactadas. “No caso do Metrô em São Paulo, devem ser paralisadas na sexta-feira as linhas estatais: 1 Azul (Jabaquara/Tucuruvi), 2 Verde (Vila Madalena/Vila Prudente), 3 Vermelha (Corinthians Itaquera / Palmeiras Barra Funda), 5 Lilás (Capão Redondo/Adolfo Pinheiro) e o monotrilho da linha 15-Prata (Vila Prudente/Oratório)”, diz nota divulgada no portal, que emite dúvida sobre a linha 4 Amarela (Butantã/Luz), que é privada.

No caso da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), “devem ser paralisadas as linhas 7-Rubi (Jundiaí – Francisco Morato – Luz), 10-Turquesa (Rio Grande da Serra – Santo André – Brás), 11 Coral (Luz – Mogi das Cruzes/Estudantes) e 12-Safira (Brás – Poá/Calmon Viana)”.

A decisão sobre a linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) e 8-Diamante (Júlio Prestes – Itapevi ) caberá a assembleia que acontece nesta terça-feira (2).

Os rodoviários também anunciaram paralisação, com adesão de motoristas e cobradores do subsistema estrutural, linhas maiores, na capital. As linhas municipais e intermunicipais das cidades do ABC Paulista e de Guarulhos, Itaquaquecetuba, Arujá, Poá, Ferraz de Vasconcelos, Osasco, Embu das Artes, Embu-Guaçu, São Lourenço da Serra, Itapecerica da Serra, Juquitiba, Vargem Grande Paulista e Taboão da Serra também devem parar. O mesmo deve acontecer nas cidades do litoral, como Santos, São Vicente, Guarujá, Bertioga, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá, Cubatão e Praia Grande.

*Informações dos sindicatos e do Diário do Transporte

Saiba Mais

http://esquerdaonline.com.br.br/2017/04/19/28-de-abril-sao-paulo-tera-greve-geral-e-protestos-contra-as-reformas/

Foto: 10/04/2017- São Paulo- SP, Brasil- Ato contra a Reforma da Previdência que reuniu as centrais sindicais e confederaçoes sindicais,em frente a Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de SP. Foto Paulo Pinto/ FotosPublicas

Confira mais informações sobre a greve geral do dia 28 de abril:

Greve Geral: Saiba Locais e horários dos protestos contra as Reformas no dia 28 de Abril

Cobertura Nacional: veja o que vai parar em todo o país

28 de abril: São Paulo terá Greve Geral e protestos contra as Reformas

Greve Geral: paralisação de transportes promete parar São Paulo dia 28 de abril

Greve geral chega às escolas particulares de São Paulo

Para saber mais, acesse o evento do dia 28 em São Paulo

28 de abril vamos parar o Brasil’, definem centrais sindicais

28 de abril: quatro propostas para a construção da Greve Geral

28 de Abril: Reunião do DCE da USP aprova Comitê pela Greve Geral

28 de abril: um dia para escrevermos em nossa história

28 de Abril: Petroleiros entrarão na greve geral com muita força

28 de Abril: Reunião de preparação da Greve Geral em Campinas (SP) aprova plano de ações

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, no Rio de Janeiro

28 de abril: Porto Alegre vai parar no dia da greve geral

Greve Geral: Saiba o que vai parar no dia 28 de Abril, em Belo Horizonte e região

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, em Recife e região

28 de abril: Alagoas vai parar

O que vai parar na greve geral em Fortaleza

Universidades e escolas vão parar no dia 28 de Abril, em Fortaleza

Rodoviários de Fortaleza vão parar dia 28 de Abril

Saiba o que vai parar no dia 28 de abril em Salvador

Índios acampam em Brasília e vão participar do 28 de abril

Assembleias e plenárias confirmam: Baixada Santista vai parar no dia 28 de ab

Ministério Público do Trabalho afirma que Greve Geral é legal e legítima

O que vai parar na greve geral no Paraná

Greve Geral: saiba o que vai parar no dia 28 de abril, no Distrito Federal e entorno

Greve Geral: bancários de todo o país vão parar dia 28 de abril

Greve Geral: saiba o que vai parar no Pará nesta sexta, 28 de abril