Pular para o conteúdo
Especiais
array(1) { [0]=> object(WP_Term)#8503 (10) { ["term_id"]=> int(4308) ["name"]=> string(46) "31 M contra a Reforma da Previdência de Temer" ["slug"]=> string(45) "31-m-contra-a-reforma-da-previdencia-de-temer" ["term_group"]=> int(0) ["term_taxonomy_id"]=> int(4308) ["taxonomy"]=> string(9) "especiais" ["description"]=> string(0) "" ["parent"]=> int(0) ["count"]=> int(32) ["filter"]=> string(3) "raw" } }

31 de março: petroleiros realizam protesto contra Reforma da Previdência em várias bases

-Da Redação

Petroleiros de diversas bases do país também estão realizando manifestações, desde a manhã desta sexta-feira, 31 de março, contra os projetos de reformas da Previdência, Trabalhista e a terceirização propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB). A iniciativa faz parte do dia nacional de luta organizado pelas frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo e Esquerda Socialista. Várias bases representadas pela Federação Única do Petroleiros (FUP) e pela Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), confirmaram participação.

Confira, abaixo, como estão sendo os protestos de petroleiros em cada refinaria e terminal da Petrobrás:

São Paulo

Os petroleiros de São Paulo, representados pelo Sindipetro Unificado de SP realizaram atraso de duas horas na entrada dos terminais de São Caetano do Sul, Guarulhos e Guararema.

Terminal de Guarulhos

Protesto no Terminal de Guargulhos
Protesto no Terminal de Guargulhos

Terminal de São Caetano do Sul

db4d55d9-93cd-44f3-a8eb-fb92f8d5b025
Intervenção no Terminal de São Caetano do Sul

Terminal de Guararema

Terminal de Guararema também recebeu protesto
Terminal de Guararema também recebeu protesto

Litoral Paulista

No Litoral Paulista, houve atraso de duas horas na Refinaria de Cubatão (RPBC), no Terminal de Alemoa (Santos) e no Terminal de São Sebastião (TEBAR). O protesto, organizado pelo Sindipetro-LP também se colocou contra a privatização da empresa, em referência à tentativa dos aliados de Temer na diretoria da Petrobrás de vender dois campos de petróleo.

Assista nos vídeos

São José dos Campos

Cerca de 100 petroleiros da REVAP (Refinaria localizada em São José dos Campos-SP) pararam hoje por aproximadamente duas horas em razão de Plenária convocada pelo SINDIPETRO-SJC para debater os projetos de terceirização e da Reforma Trabalhista do ilegítimo governo Temer.

0042072e-f778-4228-9c60-873f433699b2
Plenária sobre Reforma da Previdência reuniu 90 petroleiros na Revap

Rio Grande do Norte

O protesto,  iniciou às 8h, em frente à Base-34, em Mossoró.

Caxias (RJ)

Na Refinaria de Duque de Caxias, os petroleiros também realizaram atraso de duas horas antes da entrada ao trabalho.

ecafd73f-1b5f-4e30-bd5d-15941eb6fe88
Atraso de turno em Duque de Caxias

Norte Fluminense

Em Macaé, houve panfletagem nas bases e convocação para o ato unitário, com outras categorias, que vai acontecer durante a tarde, na cidade.


>Para saber mais informações sobre os protestos, acesse o Especial do Esquerda Online sobre o dia 31 de março.