Indígenas Gamelas foram covardemente atacados por pistoleiros no município de Viana

Redação

URGENTE | Indígenas baleados! No Maranhão das barbáries!

Indígenas Gamelas foram covardemente atacados por pistoleiros no município de Viana. O fato ocorreu na tarde de ontem, dia 30 de abril de 2017. Fala-se em quatro ou cinco atingidos por arma de fogo. Vários outros indígenas foram agredidos com facões e pauladas. Entre os feridos está o indígena Kum`Tum Gamela (Inaldo Vieira Serejo), ex-padre e ex-coordenador da Comissão Pastoral da Terra (CPT) no Maranhão. Ele vem sendo ameaçado de morte já há algum tempo e ontem custou a ser levado para um hospital por conta da insegurança na área, só sendo conduzido para atendimento médico por volta das 22 horas, acompanhado de uma freira argentina, a irmã Cristina.

O indígena Kum`Tum Gamela é uma referência na luta social do Maranhão e do Brasil, exemplo de dignidade dos oprimidos, que encarna o que tem de melhor na história da Teologia da Libertação. Segundo nota lançada ontem pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI), do lado dos covardes fazendeiros (os homens das cercas), está o deputado federal Aluísio Mendes, ex-secretário de segurança do Governo Roseana e ex-assessor de José Sarney no Senado. Segundo essa mesma nota do CIMI, a Policia Militar do Estado, comandada pelo governo Flávio Dino, estava no local e não impediu a covardia dos pistoleiros. Diante da gravidade do caso e da denúncia envolvendo a Polícia Militar, o atual governador tem a obrigação moral de chamar a responsabilidade do problema para ele e garantir a segurança e integridade dos indígenas.

A questão dos Gamelas é mais uma tragédia anunciada. Os desdobramentos do que está ocorrendo em Viana pode, mais uma vez, colocar o Maranhão como exemplo de barbárie para o Brasil e para o mundo. Os indígenas não vão recuar! A terra é dos Gamela! Uma terra que lhes foi tomada a partir de históricas grilagens.

(Fonte Jornal Vias de Fato)

Comentários no Facebook

Post A Comment