I Congresso do #MAIS aprova fusão com a NOS e a construção de uma nova organização

Por: Alexandre de Oliveira – Xandão (NOS) e André Freire (#MAIS)

Umas das principais resoluções políticas do I Congresso do Movimento por uma Alternativa Independente e Socialista – #MAIS foi a aprovação da fusão com a Nova Organização Socialista – NOS, que deve criar, no início do ano que vem, uma nova organização política no Brasil.

A coordenação nacional do #MAIS, eleita neste Congresso, está autorizada a encaminhar a conclusão do processo de fusão, em conjunto com a coordenação nacional da NOS.  Este processo ainda vai passar por dois momentos muito importantes: um seminário teórico conjunto sobre regime e concepção de uma organização revolucionária e o próprio Congresso da NOS, indicado para novembro deste ano.

Como afirmamos conjuntamente desde o início deste processo, a fusão entre as duas organizações vai depender de um sólido acordo político e de concepção partidária, em torno da defesa de um programa anticapitalista e socialista, que busque acabar com toda a exploração e opressão.

Até lá, as regionais das duas organizações seguirão debatendo teses de atualização programática, em plenárias que devem reunir centenas de militantes, até o final do ano. Outra tarefa fundamental, para o próximo período, é fortalecer a nossa intervenção comum na luta de classes e no processo de reorganização da esquerda e do movimento sindical e popular. Como, por exemplo, na construção do calendário de lutas contra a reacionária  Reforma da Previdência e na participação conjunta no Congresso da CSP-Conlutas.

A importância do processo de fusão
A proposta é a construção de uma nova organização de fato, criada a partir de um fórum nacional conjunto, que defina as diretrizes programáticas e de concepção da nova organização, inclusive com um novo nome.

Infelizmente, a luta por fusões entre organizações marxistas revolucionárias foi há muito abandonada por setores da esquerda, que passaram a se considerar como os “únicos revolucionários”, apostando apenas na sua autoconstrução.

Consideramos a fusão entre a NOS e o #MAIS um passo importante na construção de um polo para a construção de uma verdadeira organização marxista revolucionária em nosso país.

A vitória deste processo vai ajudar a resgatar uma metodologia correta de construção de organizações revolucionárias, buscando sempre a possibilidade de unificação de setores distintos, a partir de sínteses programáticas superiores.

Mas, sabemos que a unificação das duas organizações não basta, afinal os desafios impostos aos revolucionários pela realidade brasileira e internacional são imensos. Inclusive, esperamos também que a construção desta nova organização já seja efetivada em conjunto com ativistas e grupos regionais que não pertencem hoje nem à NOS e nem ao #MAIS.

Comentários no Facebook

Post A Comment