Depois de 24 horas de Ocupação, o Movimento de Cultura de São Paulo sai da Secretaria sob Ameaça de Reintegração Policial pela Gestão Dória

Por Carolina Freitas de SP,

O movimento de trabalhadores e trabalhadoras da cultura em São Paulo decidiu desocupar a Secretaria Municipal de Cultura, que estava sob controle dos coletivos e grupos culturais desde ontem. A decisão foi motivada pela ameaça truculenta de reintegração de posse, sem ordem judicial, pelo prefeito João Dória.
A ocupação teve como estopim a violência praticada por André Sturm, Secretário de Cultura do município, que ameaçou “quebrar a cara” de um agente cultural ligado ao Movimento Cultural de Ermelino Matarazzo nessa segunda-feira. Esse fato foi mais uma expressão da violência sistemática com que a gestão Dória vem tratando os trabalhadores, os serviços e os equipamentos culturais da cidade.

 

Congelamento drástico de orçamento da pasta, sucateamento de equipamentos culturais, extinção de projetos importantes, como o Piá e o Vocacional, fim de oficinas nos CEUS, corte do Programa VAI, atraso no salário de agentes culturais, demissão de funcionários, entre outras agressões, fazem parte de como Dória enxerga o direito à cultura para o povo em São Paulo.

É importante dizer que o fim do repasses para todos os projetos, equipamentos e serviços atinge principalmente as periferias da cidade, onde muitos grupos locais sobrevivem à base da produção de dança, música, teatro – única garantia de acesso à cultura para a população periférica. Além do fim do orçamento, Dória quer o fim da vida cultural mais autêntica de São Paulo, o fim do trabalho de milhares de pessoas que dedicam suas vidas à arte crítica, consciente de onde vem.

A ocupação da Secretaria é vitoriosa porque deu visibilidade e denunciou essa realidade a todos os paulistanos. É apenas mais uma expressão do vigor de luta exemplar do movimento, que desde o início da gestão vem fazendo enfrentamento aos planos do prefeito em transformar a cidade num negócio e vender os direitos do povo em São Paulo.

FORA ANDRÉ STURM!
A LUTA CONTINUA ATÉ O FIM PELO DESCONGELAMENTO DAS VERBAS DA CULTURA!
TODO APOIO AOS TRABALHADORES E ÀS TRABALHADORAS EM MOVIMENTO!

Comentários no Facebook

Post A Comment