Ceará participará da Marcha a Brasília no dia 24 de maio

Por: Raquel Dias, professora da UECE e diretora do ANDES-SN, Regional NE1.

Os trabalhadores, as trabalhadoras e a juventude organizados no movimento sindical, popular e estudantil do Ceará participarão da Marcha a Brasília, convocada pelas Centrais Sindicais, no dia 24 de maio.

A Marcha já fazia parte do calendário de luta contra as reformas, mas, após as denúncias contra Temer, ganhou um novo significado e outra importância, já que o “Fora Temer” coloca-se, mais do que nunca, na ordem do dia. As manifestações em Brasília no dia 24 deverão colocar em pauta a convocação de eleições diretas e gerais, já, diante da possibilidade de eleições indiretas controladas pelo Congresso Nacional, que não tem nenhuma credibilidade política. Além disso, deve ecoar também o chamado pela construção de uma nova greve geral de 48 horas que coloque nas mãos da classe trabalhadora os rumos que o país deve tomar.

photo4979124181908170688

Movidos e movidas pela grandeza da tarefa de realização dessa Marcha no atual momento, estudantes, professores e professoras, militantes de organizações de esquerda, reunidos e reunidas no Comitê de Construção da Greve Geral na UECE tomaram a iniciativa de organizar a Caravana a Brasília, com apoio da Regional do ANDES, da SINDUECE, da CSP-Conlutas e outras entidades.

Durante três semanas, a movimentação para conseguir ônibus e ajuda financeira envolveu a atenção de dezenas de pessoas, culminando na organização de uma Caravana com quatro ônibus, sendo dois de sindicatos e movimentos ligados à CSP-Conlutas (Sindicato da Construção Civil, SINTRO, Sindconfe, SINTETI, Sindiodonto, Movimento Hip Hop Nós por Nós e outros), um do ANDES, com ampla participação de estudantes das Universidades Estaduais do Ceará (UECE, URCA, UVA) e um ônibus do MTST. Além desses, tivemos a notícia de mais seis ônibus ligados aos sindicatos da base cutista. Vários e várias dirigentes sindicais estão ainda se dirigindo a Brasília por via aérea nos próximos dias.

Mais uma vez, os trabalhadores e as trabalhadoras e os estudantes universitários e secundaristas, na maioria jovens negros e negras da periferia de Fortaleza, irão ocupar Brasília para lutar por seus direitos e, primeiramente, pelo Fora Temer!

Comentários no Facebook

Post A Comment