Ato em Brasília reúne 3 mil contra Temer em frente ao Palácio do Planalto

Por: Ademar Lourenço, de Brasília

Mais de 3 mil pessoas fizeram um ato nesta quinta-feita (18) em Brasília pela saída de Temer. A manifestação começou na rodoviária da cidade, local onde boa parte da população pega ônibus para voltar para casa, e terminou em frente ao Palácio do Planalto, sede da Presidência da República.

A principal palavra de ordem era “Diretas já”. A maioria exigia a saída do presidente e também a convocação de novas eleições. O ato também foi uma preparação para a grande manifestação do dia 24, quando caravanas do país inteiro vão para a capital federal em protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária.

“Não basta apenas ir para as ruas contra o Temer, é necessário chamar uma nova greve geral, de dois dias, para barrar as reformas e exigir novas eleições” falou Mácia Teixeira do MAIS, que estava no ato.

A convocação foi feita por internet. Participaram representantes do movimento estudantil, sindical, popular, feminista, LGBT e indígena.

O ato seguiu tranquilo até as 21h, quando houve repressão da polícia. Este horário é quase um “toque de recolher” tradicional em das manifestações de Brasília. O medo é que as pessoas ocupem permanentemente o centro do poder do país.

Nas grandes cidades do país inteiro, também foram feitas manifestações. Depois de gravações que mostram Michel Temer negociando propina para pagar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, o país inteiro em unanimidade pede a derrubada do presidente.

Comentários no Facebook

Post A Comment