Hong Kong: Anjos da guarda de Edward Snowden ameaçados de prisão e deportação

Por: Tomi Mori, de Tóquio, Japão

As três famílias de refugiados políticos que protegeram Edward Snowden, em 2013, tiveram seus pedidos de asilo político rejeitados pelo governo de Hong Kong, segundo informou o advogado Robert Tibbo, na segunda-feira.

Com a rejeição do asilo político, a situação dessas famílias, que já era dramática, será transformada em um inferno real.

Supun Kellapatha, do Sri Lanka, cuja família alojou Snowden em seu minúsculo apartamento, disse: “Deportação significa que eles (não deixarão) que partamos desacompanhados. Eles irão nos entregar ao departamento de imigração no Sri Lanka. Não sabemos o que irá acontecer depois. Pode ser que iremos desaparecer…”.

O advogado que representa essas famílias afirmou que a situação de seus clientes é muito vulnerável e que o processo foi injusto. Com o resultado, eles podem ser presos e deportados.

Em comunicado exclusivo à CNN, Edward Snowden afirmou: “Eles podem ser presos a qualquer momento, as crianças serão separadas de seus pais. E as famílias poderão ser enviadas para locais onde poderão sofrer tortura, ou algo pior. A questão é sobre a proteção da vida de pessoas. Não tenha medo de ligar (para as autoridades do Canadá, onde as famílias querem se refugiar), porque se esperarmos ou não tivermos certeza, vamos todos pensar se não poderíamos ter feito mais (para ajudar essas famílias).

Em declaração à imprensa, um dos anjos da guarda, a ativista socialista filipina Vanessa Mae Rodel afirmou: “Eu e minha filhinha vamos ser separadas, e não sei quando vamos nos ver outra vez.”. Vanessa, que apesar de sua extremamente difícil situação, de vulnerabilidade, de falta de dinheiro para sobreviver em uma das cidades mais caras do planeta, finalizou: “Se ele (Snowden) dissesse outra vez que necessita da minha ajuda, eu diria sim mais uma vez”.

Comentários no Facebook

Post A Comment