Movimento de servidores, Muspe confirma ato para esta terça contra venda da Cedae, no RJ

Da Redação

Movimento dos servidores do estado do Rio de Janeiro, o Muspe confirmou, em nota oficial, manutenção do protesto marcado para acontecer nesta terça-feira (14), em frente à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A manifestação é contrária à aprovação do projeto de privatização da Companhia de Água e Esgoto do estado, a Cedae, parte do chamado “Pacote de Maldades” proposto pelos governos de Luiz Fernando Pezão e de Temer. Em comunicado, a Alerj anunciou que adiará a data da votação, anteriormente prevista para acontecer na terça. No entanto, o movimento continua convocando o conjunto da população para um forte e bonito ato.

Leia a nota, na íntegra:

MUSPE – NOTA OFICIAL

O MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais) vem a público se manifestar sobre o adiamento da sessão de amanhã, que colocaria em pauta a privatização da CEDAE. Embora a votação tenha sido suspensa, a manifestação marcada para amanhã, às 10h00, na ALERJ, está mantida. E o ato é para toda a população do Estado do Rio de Janeiro. As esposas de diversos policiais militares já confirmaram presença.

O MUSPE entende que a votação foi adiada por alguns motivos:

1 – Ao contrário do que diz o Presidente da ALERJ, o governo não dispõe de ampla maioria. Acreditamos que a votação está tecnicamente empatada.

2 – Sucessivas denúncias envolvendo o governador Luiz Fernando Pezão em mais uma fase da Lava-Jato diminuem a credibilidade do governo e enfraquecem uma decisão final dos deputados a respeito da privatização da CEDAE.

Os servidores, aposentados e pensionistas se mantêm mobilizados. A CEDAE não será privatizada e o Pacote de Maldades não passará.

Portanto, a manifestação amanhã está mantida.
Ato Unificado contra o Pacote de Maldades e contra a Privatização da CEDAE.

Local: ALERJ
Data: dia 14/02, amanhã
Horário: 10h
Juntos Somos Fortes!
MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais)

Comentários no Facebook

Post A Comment