Trabalhadores da Chery conquistam reajuste

COLUNA RÁDIO PEÃO

Por: Guirá Borba, operário da Chery e diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos

Em assembleia realizada nesta terça-feira (24), os operários da Chery, montadora Chinesa instalada em Jacareí, no estado de São Paulo, aprovaram um acordo de reajuste salarial de 9,62% referente ao ano de 2016. Além do reajuste, os trabalhadores aprovaram a incorporação de importantes cláusulas sociais ao acordo coletivo, que representam um avanço nos direitos conquistados na fábrica.

Apesar da data base da categoria ser dia 1 de setembro, a direção da fábrica vinha enrolando os trabalhadores. Para tentar impor um reajuste rebaixado e aproveitando do fato da produção estar parada desde julho do ano passado, a empresa vinha se negando a dar o reajuste.

Apesar do cenário de crise no mercado automobilístico brasileiro, a Chery vai muito bem. Recentemente, a montadora, que é a maior chinesa no setor, bateu recorde de vendas na China, seu principal mercado. Durante o último salão do automóvel, a empresa anunciou uma série de investimentos no Brasil, com o lançamento de dois novos modelos a serem fabricados aqui.

Mesmo com toda dificuldade de negociação do reajuste, os trabalhadores não desanimaram. Com a retomada da produção na fábrica, veio a indignação e a mobilização. Na última semana, a negociação foi retomada e dela resultou a proposta aprovada na assembleia: reajuste de 9,62 retroativo a 1 de setembro de 2016, além de garantias sociais importantes, como adicional de hora-extra e turno acima do praticado na maioria das empresas, licença de quatro dias para estudantes e o direito a faltas para acompanhar a família ao médico.

Essas conquistas significaram uma injeção de ânimo na peãozada da fábrica. O ano de 2017 se inicia com uma vitória na Chery, o que aumenta a disposição de luta para resistir aos diversos ataques que o governo Temer e o Congresso têm feito aos trabalhadores. A classe operária unida e em luta é possível barrar os ataques e obter conquistas.

Comentários no Facebook

Post A Comment