TOP 10: AS CANTORAS DE LUTA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER!

Por: Rayane Silva Guedes- Belo Horizonte MG
Para começar bem o ano de 2017 e já entrar no espírito de luta organizei essa sequência de músicas. Desde autoras que marcaram o último ano com músicas que refletem a primavera de luta contra as opressões até aquelas que poucos conhecem, mas suas obras marcam fatos de resistência na cultura de vários países. Fica a dica:
1- Nada mais, nada menos que as divas do funk brasileiro: Karol Conka e MC Carol lançaram essa música em 2016. A faixa já ultrapassou mais de 1 milhão e meio de visualizações. Seguimos: “100% FEMINISTA”.
2- Com um ritmo doce, suas letras falam sobre auto-conhecimento feminino. La Otra diz sobre o respeito e companheirismo entre mulheres. Além disso, sobre o fim do romantismo doentio entre as relações amorosas. Aumenta o som que vem da Espanha: ” Contigo”.
3- Keny Arkana é puro enfrentamento à ordem. Suas músicas cheias de fúria e indignação são a cara da geração que não quer pagar pra ver o que a barbárie pode fazer ao mundo.  Da França ela vem assim: “La Rage”.
4- Com essa diva pop é até difícil ter palavras pra descrevê-la. Beyoncé dispensa apresentações. Já que todo mundo conhece. Dá play: “Formation”.
5- Não tem como não se encantar com a MC XUXU. Além de cantora é uma grande ativista. A resistência das Trans têm ganho força e essa música representa a importância da visibilidade dessa luta. Então: “Um Beijo”.
6- Ana Tijoux é uma cantora franco-chilena. Justiça social, pós-colonialismo, feminismo dá conteúdo e força a essa grande artista. E esse hip-hop latinoamericano vai arrepiar você:”Somos Sur”.
7-  É claro que não poderia faltar essa lindissíma cantora: Nina Simone. Suas letras marcaram uma geração que lutou pelo povo negro, e até hoje é referência para muitos ativistas. Ouve aí: “Revolution”.
8- Yzalú começou no ano de 2000. Com sua voz afinadíssima representa a resistência das mulheres negras. Acompanhada de seu violão essa mulher desafia nossos olhos. Cuidado, as lágrimas podem vir, mas a força pra lutar vem junto! “Mulheres Negras” .
9- Mercedes Sosa foi uma cantora popular da Argentina que ficou conhecida como a voz dos “sem voz”. Essa música selecionada é uma obra-prima e memória do Movimento Estudantil. Essa é pra reviver: “Me gustan los estudiantes”.
10- Por último, mas não menos importante deixo aqui um grupo que dá profunda emoção. Não é estritamente um grupo que canta sobre luta, mas a história de luta dessas mulheres fazem mais que necessária sua presença nesta lista.
Essas mulheres conseguiram dar um show de resgate acerca da saúde mental e resistência das mulheres idosas em sua reexistência:  “O grupo Meninas de Sinhá, formado por mulheres do bairro Alto Vera Cruz, bastante conhecido culturalmente e por seu compromisso social na periferia de Belo Horizonte (MG), nasceu de encontros sociais em 1989. Idealizado por Dona Valdete Cordeiro, que se preocupava com a autoestima de suas vizinhas usuárias de fortes medicamentos para depressão. Assim, Meninas de Sinhá, vem do desejo de compartilhar experiências e elevar a autoestima, sendo, atualmente, referência nacional, quando o assunto é transformação social por meio da cultura. ” (Retirado do site do grupo)
Vamos finalizar com essa doçura de música: “ZABELÊ”
Comentários no Facebook

Post A Comment